Adversário de Aldo no UFC 212 tira foto ao lado de camisa do Vasco

Max Holloway tira foto abraçado com fã vestindo a camisa do Vasco. Holloway está sorrindo e apontando para o escudo do clube na camisa.
Max Holloway posa ao lado de fá com a camisa do Vasco (Foto: Renato Senna/Torcedores.com)

Os gritos de “Uh! Vai morrer” já são uma constante nos eventos do UFC no Brasil. Os lutadores estrangeiros já conhecem o carinho dos torcedores brasileiros pelos atletas locais e sabem que o octógono vira um caldeirão. Porém, no país do futebol, um componente extra faz alguns torcedores mudarem de lado: o clubismo.

LEIA TAMBÉM
Coletiva do UFC 212 tem Aldo mais solto e críticas ao estilo McGregor

No último dia 11, o UFC inaugurou sua loja no Rio de Janeiro, localizada no Barra Shopping. O evento contou com a presença de Rodrigo Minotauro e do havaiano Max Holloway, que enfrentará José Aldo no UFC 212, no Rio de Janeiro. Um dos primeiros a tirar foto com o campeão interino foi um torcedor do Vasco, que explicou ao número 1 do ranking no peso pena a identificação de José Aldo com o Flamengo e a rivalidade entre os dois maiores times cariocas. Holloway, prontamente, atendeu ao pedido do jovem e tirou uma foto apontando para o escudo do cruzmaltino, como mais uma forma de provocar o brasileiro.

Mas Holloway posa para foto ao lado de torcedor do Vaco (Foto: Renato Senna/Torcedores.com)

Em sua primeira visita ao Brasil, o havaiano visitou a praia de Copacabana e ficou encantado com as belezas naturais do Rio de Janeiro. Além disso, Holloway ficou surpreso com a receptividade das pessoas na rua, mesmo sendo o adversário de um ídolo brasileiro.

“Andando pela praia alguns fãs vieram falar comigo, apertaram minha mão, me elogiaram. Um gari me reconheceu, foi bem bacana. Isso é fantástico. O esporte foi criado aqui, eu amo os fãs brasileiros por eles serem bem apaixonados, é muito divertido”, afirmou o campeão interino dos penas em entrevista ao Torcedores.com.

Cinco horas de espera e provocação ao havaiano

Aos 50 primeiros fãs que comprassem ingresso, o UFC deu a possibilidade de tirar fotos ao lado de Minotauro, Holloway e do cinturão do UFC. O primeiro a ter esse privilégio foi o tatuador Leonardo Souza, de 37 anos, que vê praticamente todos os eventos da organização desde o UFC 82, em 2008, quando Anderson Silva derrotou Dan Henderson e unificou os títulos do UFC e do Pride. Leonardo chegou à fila às 7h30 da manhã, para o evento que só teria início às 12h. Segundo o tatuador, essa era uma oportunidade única, já que das outras vezes que o Ultimate esteve na cidade, ele não conseguiu comprar ingresso a tempo. Ele ainda prometeu provocar o havaiano.

“Seria uma honra tirar uma foto com o Minotauro e com o Max também. Gosto muito do estilo de luta dele, mas não vai dar para ele não. O Aldo vai esculachar (risos). Vou falar que ele vai precisar de sorte para ganhar do Aldo”, declarou Leonardo, que cumpriu parte da promessa e mandou um “good luck” a Holloway.

Primeiro fã da fila, Leonardo tira foto com Rodrigo Minotauro e Max Holloway (Foto: Renato Senna/Torcedores.com)