Técnico do Palmeiras destaca “espírito” de Libertadores dos jogadores em empate

O técnico Eduardo Baptista, da SE Palmeiras, durante treinamento, no Estádio Monumental José Fierro, em Tucumán.

Na noite dessa quarta-feira, o Palmeiras fez sua estreia na Copa Libertadores, contra o Atlético Tucumán, na Argentina, o duelo acabou empatado em 1 a 1. O Verdão teve que jogar com um atleta menos quase toda a partida, por causa da expulsão do zagueiro Vitor Hugo aos 21 minutos do primeiro tempo

Em entrevista coletiva depois do jogo o técnico Eduardo Baptista comentou sobre a atuação da equipe e ressaltou o “espírito” de Libertadores dos jogadores do clube de Palestra Itália.

LEIA MAIS:

MURICI X CRUZEIRO: ASSISTA AOS MELHORES MOMENTOS DO JOGO

EDUARDO BAPTISTA SOBRE EXPULSÃO DE VITOR HUGO: “UM POUCO RIGOROSO DEMAIS”

FLAMENGO X SAN LORENZO: ASSISTA AOS MELHORES MOMENTOS DO JOGO

“A gente sabe que Libertadores você faz a classificação em casa, temos que buscar os nove pontos. Viemos para buscar o resultado e eu até acho que com 11 teríamos melhores condições, criamos chances, mas levar um ponto aqui é de fundamental importância. Mais importante que isso é a equipe entender o espírito, a equipe comprou a maneira de jogar da Libertadores. Tivemos serenidade e concentração para marcar e sair nos contra-ataques, que é o que restou para a gente”, disse o técnico do Palmeiras

“Quando você tem uma expulsão muito cedo, você tem que mudar um pouquinho. Tentamos deixar as beiradas, defensivamente, rápidas para poder marcar. Seria onde o Tucumán tentaria entrar, é seu forte, e ao mesmo tempo na fase ofensiva tínhamos saída rápida e criamos chances reais. A gente treina esse tipo de marcação, esse tipo de jogo com um a menos, e hoje infelizmente a gente precisou usar”,completou Eduardo Baptista.



Apaixonado pelo futebol que é a melhor invenção do homem, atualmente setorista do Santos e Futebol Feminino pelo Torcedores.com