Saiba o que o PSG (não) fez nos 7min16 que classificaram o Barcelona

Reprodução

Foram 7 minutos e 16 segundos entre a falta cobrada por Neymar e o gol histórico marcado por Sergi Roberto para classificar o Barcelona para as quartas de final da Liga dos Campeões na última quarta-feira, no Camp Nou. Período em que o time espanhol ficou com a bola nos pés, buscando a virada que entraria para a história do futebol. Mas o que fez o PSG entre 87min24s e 94min40s do duelo? Praticamente nada e isso pode explicar a vexatória eliminação.

O Barça seguiu à risca o manual de um time que pressiona em busca do gol. Dominou a posse em mais de 90% do tempo, cruzou uma bola atrás da outra na área de Kevin Trapp e, na base do desespero e com uma ajudinha o árbitro Deniz Aytekin, avançou ao marcar três vezes em pouco mais de sete minutos. Já o PSG fez exatamente o oposto.

LEIA MAIS
“Encontra dribles que vão te enlouquecendo”, diz Thiago Silva sobre Neymar
André Rizek responde Neymar: “Não é minha função torcer por brasileiro”

A equipe de Unai Emery não ficou mais de dez segundos seguidos com o domínio da bola. A jogada que teve o maior controle foi em uma reposição de bola de Trapp, o que mostra a ineficiência do time.

Além disso, trocou TRÊS passes certos, sendo todos na saída de bola após os gols de Neymar (quarto e quinto do time), deu SEIS passes errados, todos em chutões para afastar o perigo, e tocou outras SETE vezes na bola, sendo todas elas para cortar passes ou cruzamentos ou desarmar os adversários. Chutes a gol? ZERO.

Pressionado com o 4 a 1 contra no placar, o PSG usou as faltas para tentar segurar a vaga, tanto que parou o jogo quatro vezes, sendo uma delas no pênalti assinalado de Marquinhos em Suárez.

O brasileiro e o argentino Di Maria ainda receberiam um cartão amarelo cada e Emery ainda fez uma substituição, trocando Thomas Meunier por Grzegorz Krychowiak.

Os dados apresentados acima, a genialidade de Neymar, o pênalti mal marcado em Suárez e, claro, a mística do futebol, ajudam a entender o que aconteceu entre os minutos 87min24s e 94min40s no Camp Nou.



Editor senior do Torcedores.com, o jornalista formou-se na Universidade Metodista em 2009 e passou pelas redações do Diário do Grande ABC, Agora SP, UOL e Fox Sports, onde fez a cobertura da Copa do Mundo de 2014. Está no Torcedores desde outubro de 2014.