Opinião: Edu Dracena merece ser titular do Palmeiras

Foto: Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

Para muitos pode parecer estranho esse pedido, e até compreensível, afinal, estamos falando de um setor extremamente bem encaixado no Palmeiras: a defesa.

Antes de mais nada gostaria de explicar o porque acredito que Dracena mereça essa oportunidade “fixa” como zagueiro do Verdão.

Em primeiro lugar, o jogador chegou sob olhares de desconfiança, após título brasileiro pelo Corinthians mas com raras atuações no maior rival do Alviverde Paulista. E logo se formou a dupla titular do Palmeiras, com Vitor Hugo e Mina (Thiago Martins chegou a atuar antes do colombiano).

Entretanto, com o passar do tempo, Dracena se mostrou um ótimo substituto, e, muito mais do que isso, afinal, Mina se lesionou e perdeu um bom número de rodadas do Brasileirão em 2016, além de ter sido convocado pela seleção colombiana, e Dracena seguia mostrando a qualidade que o fez ser reconhecido ao longo da carreira, principalmente no Santos, Guarani, Cruzeiro e futebol turco.

Por isso, em um primeiro momento penso que já mereça essa oportunidade ao lado de Mina, um jovem zagueiro com um potencial enorme, e que já atua como se fosse um experiente atleta.

Tá, mas e Vitor Hugo? Nada contra o carismático zagueiro, muito pelo contrário, sempre demonstrou seu futebol, sua vontade e personalidade, até mesmo quando erra, “dá a cara a bater”, e sempre mantem uma boa relação com o torcedor.

Como disse, pesa o momento de Dracena e o de Vitor Hugo, que, apesar de ter um bom potencial, vem se perdendo ultimamente, como aconteceu também no clássico contra o Corinthians.

Possui explosão, força, vigor e uma excelente impulsão. Seu único defeito é o excesso de vontade, que acaba demonstrando uma certa afobação em alguns lances. A vontade de antecipar as jogadas acaba fazendo com que cometa faltas, e em alguns casos elas podem ser consideradas duras, pois como é forte e tem boa impulsão, sempre chega muito rápido e com força para se antecipar às jogadas.

De qualquer forma, segue uma peça importante no elenco, mas já é hora de se cogitar essa alteração, até porque, Dracena é experiente, sabe jogar a Libertadores (tanto que levantou a taça em 2011), e pode ser fundamental neste momento.

Repito, nada contra Vitor Hugo, mas, como o palmeirense sabe, a concorrência por um lugar entre os 11 é grande e acirrada, e neste instante, Dracena está um pouco acima.