Especialista dá dicas sobre pôquer em jogo da imprensa do BSOP

O Brazilian Series of Poker (BSOP), é o maior torneio de Pôquer da América Latina, e realizou nesta quinta feira (23) um torneio voltado para a imprensa. Quer saber como foi o torneio e quais dicas valiosas o Sérgio Prado deu para gente?

O torneio está em sua segunda etapa do ano, vai de 23 a 28 de março e ocorre no hotel Sheraton. É a décima segunda temporada que ocorre no Brasil e estavam presentes figuras como Felipe Mojave, estrela do pôquer brasileiro e Sérgio Prado, jornalista da ESPN, Blogger do PokerStars e colunista no Lancenet, que falou um pouco para o torcedores sobre o esporte e deu dicas de jogo.

Logo no começo do evento, Sérgio Prado reuniu os presentes da imprensa que não tinham nenhum conhecimento ou tinham pouco conhecimento de pôquer para ensinar regras e estratégias básicas.

Enquanto isso, numa mesa próxima, Felipe Mojave reuniu os que já tinham um conhecimento maior sobre o jogo para dar dicas mais avançadas.

Me sentei na mesa em que o jornalista estava e ouvi atentamente todas as suas dicas e uma das coisas que mais me chamou atenção foi que o pôquer não é um jogo de sorte, o que ele não só falou como mostrou.

É preciso mais do que sorte, é preciso ler as pessoas que estão jogando com você para então montar uma estratégia de jogo, que precisa ter começo, meio e fim.

Para ganhar o jogo é preciso ter uma combinação de cartas ou fazer com que seus adversários deixem a rodada sem mostrar suas cartas, ou seja, todos os outros adversários abandonem a partida.

As combinações de cartas possíveis são:

Carta Alta: uma carta com valor alto na sequência que começa no 2 e termina no Ás (carta mais alta);

Par: duas cartas da mesma numeração ou símbolo;

Dois Pares: combinação de 4 quartas onde há dois pares iguais entre si.

Trinca: Três cartas com a numeração ou letra iguais

Straight: 5 cartas em sequência, elas não precisam ser da mesma cor ou do mesmo naipe;

Flush: 5 cartas do mesmo naipe, elas não precisam estar em uma sequência;

Full House: uma trinca e um par, que completam as 5 cartas sem deixar nenhuma sobrando;

Quadra: 4 cartas do mesmo número ou letra;

Straight Flush: 5 cartas em sequência, como no Straight, e do mesmo naipe, como no Flush;

Sua estratégia é baseada nas fichas que você aposta, que devem ser calculadas pensando na sua possibilidade real de vencer o adversário ou em um blefe, para fazê-lo desistir do jogo.

Cada jogador, recebe fichas de 25,50, 100, 500 e 1000 e deve aposta-las da forma como achar que vai conseguir um maior retorno.

Sérgio,também explicou que é preciso ser agressivo, ressaltando que ser agressivo não é apostar muito em todas as jogadas.

– Em torneios profissionais – Ele lembrou – quando dizemos que um jogador é muito agressivo nas transmissões ele aposta em 17% ou 18% das mãos.

Saímos todos da mesa sabendo, então que era preciso ser agressivos, na medida certa, e que era preciso observar os nossos adversários.

Outra dica foi não olhar as cartas quando recebe-las, mas sim, olhar as expressões dos outros jogadores, para tentar decifrar o jogo que eles tem em mãos.

Depois disso, fomos para o jogo.

As mesas e cadeiras em que todos ficariam foram sorteadas por cartões, e haviam Dealers em todas elas esperando pelos jogadores da mesa.

O Dealer é quem dá as cartas, num jogo profissional, há alguém especializado para fazer isso, enquanto o botão com o nome dele escrito fica na mesa.

Segundo Sergio Prado, o botão com o dizer “dealer” é o objeto mais importante do jogo, pois ele define as posições em que os jogadores irão estar naquela rodada.

Para iniciar o jogo existe o Small Blind e o Big Blind, que são os primeiros valores pagos, estes são obrigatórios para os dois primeiros jogadores na mesa e a contagem os jogadores começa em quem estiver ao lado do botão do Dealer.

6771005601_bcceda29ee_m

Para que seja justo, o botão roda a mesa no sentido horário, estando cada rodada na frente de um jogador diferente e por isso este objeto é tão importante.

Quem tiver o botão a sua frente, será sempre o último da rodada a fazer a jogada, portanto, tem a visão do jogo de todos os outros jogadores antes de ter que decidir o que fazer.

Num jogo entre amigos, cada rodada tem um dealer diferente, portanto o dealer é quem estiver com o botão.

No profissional há uma pessoa especializada para fazer isso, portanto o botão tem a função de dar as posições da mesa.

Voltando a mesa, o jogo de pôquer das competições é diferente daquele que recebemos cinco cartas e devemos montar nosso jogo com elas.

Este jogo diferenciado é chamado de Texas Holdem Poker e cada jogador recebe duas cartas apenas, com estas duas cartas, cada jogador faz suas apostas, tendo três opções:

Não pagar e terminar a rodada ali, entregando suas cartas;

Pagar o valor mínimo do Big Blind explicado anteriormente;

Aumentar o valor e esperar que outros jogadores paguem ou não a aposta feita.

Depois que todos os jogadores tiverem em jogo o mesmo valor, o Dealer vira na mesa 3 cartas, e mais uma rodada de apostas acontece.

O próximo passo é virar a quarta carta, seguida mais uma vez de uma rodada de apostas até que todos os jogadores tenham o mesmo valor na mesa ou saído da rodada, e a quinta e última carta.

Com as cinco cartas na mesa, os jogadores que ainda estiverem no jogo mostram suas cartas que tem na mão e quem tiver o melhor jogo vence.É possível, porém, que um jogador faça os outros desistirem com suas apostas e ganhe antes de mostrar suas cartas.

O objetivo é terminar a rodada com mais fichas, caso suas fichas acabem, você está fora do jogo.

Como era meu primeiro torneio no jogo e eu tinha poucas técnicas, fui eliminada nas primeiras mesas, mas para todos que chegassem na mesa da final haveria um prêmio da Poker Stars e um outro prêmio para o vencedor.

Este foi só o primeiro dia do torneio, hoje (24) é o início de uma fase eliminatória que terá fim na terça feira, o dia do evento principal em que acontece a final que determinará o vencedor do torneio.

Sérgio Prado, falou sobre o torneio e convidou a todos para acompanha-lo

O evento principal começa hoje a partir das 17:00, com o primeiro dia inicial, e termina com a mesa final na terça-feira. É uma chance enorme de acompanhar de perto os maiores jogadores do país e de trocar uma ideia com eles. A entrada no evento é gratuita, venha conhecer e se apaixonar pelo universo do poker!

Outras perguntas também foram respondidas pelo jornalista após o encerramento do evento:

Você tem alguma dica importante pra quem está começando no pôquer e queria saber mais sobre o assunto?

Estudar! Quem quer se dedicar ao pôquer tem que praticar, mas também precisa se aprofundar na teoria! Existem boas escolas de pôquer online, e eu recomendo a Intelipoker (escola de poker do PokerStars) que é totalmente gratuita e tem muito material didático e um fórum com participação de jogadores de todos os níveis.

Para quem já joga e quer se desenvolver, você tem alguma dica?

Trocar experiências com outros jogadores é o melhor jeito de melhorar seu jogo. Debater mãos e aprender com o raciocínio de seus adversários é fundamental! E alguns dos maiores jogadores do país organizam cursos presenciais e online para ajudar no aperfeiçoamento de técnicas para quem já pratica o esporte.

Você possuiu alguma técnica especial de jogo?

Saber jogar de acordo com o seu oponente. Perceba sempre como jogam os outros adversários na mesa, quais são os padrões que eles apresentam e adapte suas jogadas contra eles.

Ex: contra um jogador muito agressivo, jogue menos e melhores mãos, contra um jogador passivo tente ser mais agressivo explorando as fraquezas dele, etc…

Você comentou na mesa que poker é um jogo mais de pessoas do que de sorte, mas não teve muito tempo para desenvolver, você pode falar mais sobre isso?

No longo prazo, a matemática vai prevalecer no pôquer. O acaso só existe em um universo pequeno de mãos analisadas… Quando você passa a jogar sempre e aumenta a sua amostragem de mãos e torneios disputados, vai ver que as porcentagens apresentadas na teoria acabam se tornando reais!

Exemplo: se um jogador possui um par de Ases, ele é basicamente 80% favorito contra qualquer outra mãos. Pode ser que você jogue uma partida com os amigos e perca duas vezes com par de Ases na mão, isso pode acontecer… Mas se você jogar pôquer todos os dias, vai ver que ao final de um ano vai ter ganhando esse tipo de mão cerca de 80% da vezes.

Por que jogar pôquer é sim um esporte?

As pessoas ainda associam o esporte com algo que requer esforço físico, mas esquecem que o esforço mental faz parte da atividade esporte. No pôquer, seu cérebro trabalha em capacidade total na maior parte do tempo, assim como em outros esportes da mente como o Xadrez. E a parte física no pôquer também é importante! Existem jogadores que tem preparadores físicos para aguentar as maratonas de dias consecutivos jogando por cerca de 12, 13 horas… O pôquer requer habilidade, concentração, superação, como todos os outros esportes!

O que você acha da cobertura e divulgação geral das mídias para os eventos de pôquer?

Apesar do pôquer profissional existir no Brasil desde 2005, as mídias ainda estão descobrindo o esporte. Mas as matérias estão ficando cada vez menos básicas, parece que a grande mídia está buscando um olhar mais aprofundado com relação ao pôquer.

16142938_1094461174010612_8598218475040132472_n
Sérgio Prado