Cristóvão Borges fala sobre chances de demissão no Vasco; confira

Cristóvão Borges
Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br

O Vasco da Gama empatou por 1 a 1 com o Vitória, gols de Nenê e Kieza, ambos de pênalti, na noite desta quinta-feira (09), no estádio São Januário e viu a sua situação se complicar na Copa do Brasil. Jogando em casa, o Gigante da Colina não conseguiu levar uma vantagem para o duelo de volta, na semana que vem, no Barradão.

Além disso, em seu quarto compromisso contra equipes de Série A, o Cruzmaltino ainda não conseguiu vencer (antes foi derrotado por Corinthians, 4 x 1, Fluminense, 3 x 0, e Flamengo, 1 x 0), o que aumenta ainda mais a pressão sobre o treinador Cristóvão Borges que desde o início da temporada vem tendo o seu trabalho contestado.

LEIA MAIS:
VASCO PODE TER ATÉ DUAS NOVIDADES CONTRA O VITÓRIA; CONFIRA
VÍDEO: NEYMAR É ZOADO POR BRUNA MARQUEZINE POR NÃO ACEITAR DERROTA
GABRIEL JESUS PODE SER O MELHOR JOGADOR DO MÊS NA INGLATERRA; CONFIRA

Questionado sobre isso, Cristóvão se manteve tranquilo:

“Não tenho preocupação com isso. Vou continuar trabalhando. Isso não muda nada. Equipe está sendo refeita. É um processo, isso requer tempo. Precisamos de resultado para ter tranquilidade. O Vasco precisa de boas notícias, bons resultados, que jogue bem. Temos consciência disso”, disse o treinador em entrevista coletiva após a partida.

Crédito da Foto: Paulo Fernandes/Vasco.com.br