Como uma brincadeira de D’Ale evidencia a melhora no ambiente do Inter

Inter
Foto: Divulgação/Inter

Com a vitória por 4×1 sobre o Sampaio Corrêa, fora de casa, nesta quarta-feira, o Inter chegou a nove jogos de invencibilidade na temporada de 2017. De quebra, adquiriu uma importantíssima vantagem na terceira fase da Copa do Brasil e só em um grande acidente perde a vaga na quarta fase. O jogo da volta ocorre na próxima quarta, no Beira-Rio. Na saída de campo no Maranhão, D’Ale brincou com os jornalistas – em um bom humor que talvez fosse diferente se a situação do time fosse outra.

Após ficar de fora de alguns jogos ao lesionar a coxa contra o Oeste, pela segunda rodada da Copa do Brasil, D’Alessandro voltou ao time titular do Inter no clássico Gre-Nal 412, no último sábado. Sob muita chuva em Porto Alegre, o que tornou pesado o gramado da Arena, os colorados garantiram um empate em 2×2 e D’Ale jogou todos os minutos da partida – por vezes até como volante no time de Zago. Ele voltou a jogar o jogo completo nesta quarta, contra o Sampaio, e sentiu cãibras. Na saída de campo, brincou com os jornalistas.

“Cãibra, cãibra, tive cãibra. Estou velhinho, né?”, se divertiu o argentino, que fará 36 anos em abril.

Com um ambiente pesado e carregado durante praticamente todo o ano passado, os jogadores do Inter raramente davam entrevistas descontraídas ou brincavam com os jornalistas após os jogos. Sem D’Ale, que estava emprestado ao River, o Inter amargou o seu primeiro rebaixamento na história e só agora parece retomar o futebol com naturalidade. O time perdeu apenas uma vez no ano, e foi para o Novo Hamburgo, em casa, pelo Gauchão.

“Tem que ser o dobro do profissional, se dedicar o dobro, se concentrar e se cuidar. Porque é um ano diferente e muito importante, não podemos vacilar, temos que aproveitar as condições que nos estão dando a diretoria nova. Formar um grupo, que não é fácil. Estamos formando o elenco. O Inter trabalha para isso. Vão continuar chegando atletas, mas estamos indo pelo caminho certo. Temos que puxar e frisar é que não falta comprometimento, caráter, briga, luta”, disse D’Alessandro.

No próximo domingo, o Inter colocará o bom momento em campo mais uma vez. Retomará as atenções ao Campeonato Gaúcho, onde é apenas o 7° colocado com 7 pontos e enfrentará o Juventude, ex-time de Antônio Carlos Zago, no estádio Alfredo Jaconi. A má notícia será a ausência do “velhinho”. Suspenso pelo terceiro amarelo, D’Alessandro não viaja a Caxias do Sul.



Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.