Setorista do Santos projeta estreia do time na Libertadores

Foto: Divulgação/Santos FC

Nesta quinta-feira (9), o Santos entra em campo para fazer sua estréia fora de casa na Copa Libertadores da América frente ao Sporting Cristal, do Peru. Buscando o tetracampeonato da competição internacional, a equipe comandada por Dorival Jr. precisa vencer e convencer, uma vez que há semanas que uma crise sem tamanho tem apaziguado pela baixada e ameaçado o cargo de Dorival. 

Para falar um pouco sobre a estreia e a expectativa do peixe na competição, o Torcedores.com conversou com o jornalista Samir Carvalho, do UOL Esporte. Confira abaixo:

Torcedores.com: Como você vê a situação do clube para uma estreia de Libertadores?
Samir Carvalho: Situação um pouco conturbada devido a pressão que o Dorival sofre internamente. Hoje ele tem a insatisfação de dirigentes com o seu trabalho, e problemas com alguns atletas – caso do Vecchio, que está afastado por ele. Por outro lado, sabemos que uma vitória nesta quinta-feira no Peru muda tudo isso. É vencer e a paz reinará.

Torcedores.com: Dorival Jr. está balançando no cargo, o resultado de hoje pode influenciar em um possível pedido de demissão?
Samir Carvalho: Sim, o resultado deve influenciar bastante em relação ao futuro do Dorival. Mas o presidente Modesto Roma afirma publicamente que ele fica até o fim do ano, pelo menos. Tenho informações que o Dorival só segue no cargo hoje porque o Modesto está bancando sozinho. Se fizerem a cabeça do Modesto ou os resultados não acontecerem, ele cai. Nomes já são comentados dentro do clube – casos de Levir Culpi e Claudinei Oliveira. Até mesmo o retorno de Marcelo Fernandes, que faria um trio com Elano e Chulapa.

Torcedores.com: Análise do elenco do peixe, até onde a equipe pode ir na Libertadores?
Samir Carvalho: Acredito que o Santos pode chegar onde qualquer clube pode chegar nessa Libertadores, ou seja, na final. Mas precisa acertar o time. Hoje, o Dorival Júnior implantou na cabeça dos atletas que posse de bola é tudo. Por conta disso, o Santos deixou de ser um time agudo. Você pode reparar que atacantes e laterais tocam muito a bola para atrás. Copete e Vitor Bueno (sempre tocam de lado e para atrás). Vejo que o Bruno Henrique, que ainda não está contaminado com isso, poderia ajudar. Eu começaria com ele de titular, pois ele é o único atacante hoje que parte para cima da marcação. Sem falar que ele precisa ganhar uma chance do lado esquerdo do ataque, onde atuou a vida inteira. O Dorival só o escalou na direita. Resumindo, o retorno do trio (Lucas Lima, Ricardo Oliveira e Renato) e o Bruno Henrique no lugar no Copete, ia melhorar o time. Braz deve voltar ao time titular no Peru. Apurei isso também.

Torcedores.com: Arrisca um placar no jogo de logo mais? Vale lembrar que o rival do Santos também sofre uma crise semelhante.
Samir Carvalho: Quem acompanha meu trabalho sabe que não gosto de dar palpites para jogos, mas pra não deixar vocês na mão, eu ainda apostaria no Santos, principalmente pela qualidade técnica dos atletas. O Santos é mais time individualmente falando.

O Santos está no grupo 2 da Libertadores e que além do Sporting Cristal, conta com Santa Fé e The Strongest fechando o grupo.



Apaixonado por futebol, amante da Fórmula 1, comentarista político quando necessário e peladeiro sempre.