OPINIÃO: Barcelona consegue o impossível e passa pelo PSG

Foto reprodução/Barcelona Instagram

Nesta quarta-feira (08) Barcelona e PSG se enfrentaram pela partida de volta das Oitavas de Final da UEFA Champions League, a equipe catalã havia perdido por 4×0 na ida.

Que grande jogo de futebol! Isso mostra que tudo é possível. O Barcelona que perdeu a primeira partida por 4×0 no primeiro jogo das Oitavas de Final da UEFA Champions League, calou as pessoas que davam como certa a sua eliminação para o time francês, em uma virada épica.

LEIA MAIS:
BARCELONA CONQUISTA CLASSIFICAÇÃO HISTÓRICA SOBRE PSG E A INTERNET VAI À LOUCURA

OPINIÃO DO JOGO:

O treinador Luís Enrique do Barcelona escalou sua equipe com 3 zagueiros, centralizou Messi no meio de campo e abriu o brasileiro Rafinha pelo lado esquerdo. Já Unai Emery iniciou o jogo com seu time todo atrás da linha da bola.

O Barcelona começou a partida com a raça e a disposição que um jogo desse nível precisa e logo aos 3 minutos abriu o placar com Luís Suarez após falha incrível de Marco Verratti que tentou proteger a bola dentro da pequena área, a bola espirada voltou na cabeça de Suarez que só resvalou para o fundo do gol.

Emery pediu que o time de Paris saísse mais do seu campo defensivo, chegou poucas vezes e não assustou a equipe catalã. Muito apagado pelo seu posicionamento em campo, Messi participou pouco da partida, o brasileiro Neymar chamou a responsabilidade e partia para cima de seus adversários no lado esquerdo do campo.

Aos 37 da primeira etapa o Barcelona marcou o segundo gol com um gol contra do lateral do PSG, Kurzawa. Uma falha inaceitável e incrível de Marquinhos que foi tentar dominar a bola na pequena área, Andrés Iniesta roubou a bola e tentou um toque de calcanhar, a bola passou e chegou no lateral esquerdo do Paris Saint-Germain que “espirrou o taco” e a bola foi para o gol.

Um primeiro tempo que erros capitais e amadores da equipe parisiense determinaram o placar ao time do Barcelona. Na segunda etapa o jogo começou da mesma forma, logo aos 3 minutos Messi tocou fraquinho para Neymar que recebeu a bola nas costas do lateral direito Meunier, o jogador belga do PSG escorregou e se atirou em Neymar, um pênalti proposital e infantil do jogador do time francês. Messi correu para a bola e marcou o terceiro do Barcelona.

Após o gol o time do PSG decidiu sair mais para o jogo, Lucas que fez uma péssima partida deixou o campo para a entrada de Angel Di Maria que mudou o jogo do time francês. O argentino deu mais intensidade e mobilidade ao ataque do Paris Saint-Germain, aos 15 minutos da segunda etapa, após jogada pela direita Cavani recebeu cruzamento e colocou a bola na trave.

Alguns minutos depois o centroavante uruguaio estufou a rede do barça. A bola ficou viva na área e Cavani pegou bonito na bola fazendo o gol que tornaria a missão do Barcelona mais impossível ainda. O Barcelona tinha 20 minutos mais os acréscimos para fazer 3 gols e sair com a classificação.

Apostando que o Barcelona não conseguiria o treinador do PSG colocou o lateral direito Serge Aurier no lugar do Julian Draxler para conter o lado esquerdo do Barça. Mas 10 minutos mágicos definiram a partida, primeiro uma falta na entrada da área do lado esquerdo, Neymar cobrou com extrema perfeição e fez o quarto do Barça, ainda faltavam dois!

Aos 46, pênalti para o Barcelona, o juiz que foi muito mal durante a partida, sendo indeciso e errando em lances capitais, errou mais uma vez. Luís Suarez se atirou dentro da área e de longe o juiz marcou pênalti, os jogadores do PSG ficaram inconformados, mas nada puderam fazer, Neymar fez o quinto do Barça e deixou a equipe a um gol da classificação.

4 minutos depois com a equipe toda do Barcelona dentro da área, inclusive o goleiro Ter Stegen, Neymar cruzou e Sergi Roberto que entrou na segunda etapa, fez o gol da classificação do Barcelona, um gol impossível e inimaginável na cabeça de qualquer ser humano. Uma partida histórica e mostra que no futebol tudo é possível e a postura das duas equipes em campo comprovaram isso.