Bahia joga mal e é eliminado pelo Paraná na Copa do Brasil

Divulgação/ Twitter Bahia

Em jogo atrasado da segunda fase da Copa do Brasil, a equipe do Bahia foi eliminada pelo Paraná, com o placar de 2 a 0, a partida foi realizada na casa do time paranaense, o estádio Durival de Brito, em Curitiba. Nessa fase da competição, a classificação é disputada em jogo único, quem perde é eliminado, desta forma o Bahia disse adeus precocemente a Copa do Brasil.

LEIA MAIS:
PARANÁ X BAHIA: CONFIRA A PROVÁVEL ESCALAÇÃO DA EQUIPE BAIANA
GUTO EXPLICA POR QUE MAIKON LEITE AINDA NÃO ESTREOU PELO BAHIA

O Bahia estava invicto nessa temporada, mas sua primeira derrota veio logo no momento em que não poderia perder, já que se trava de um jogo eliminatório. O tricolor baiano fez uma atuação abaixo do esperado na partida, o time não propôs o jogo e se contentou em defender, o que acabou se mostrando uma péssima estratégia.Jogando em casa o Paraná tentou resolver a partida e conseguiu marcar dois gols no segundo tempo, com os jogadores Eduardo Brock e Renatinho, após sofrer os gols o Bahia não demonstrou forças para reagir e acabou derrotado.

Sobre a eliminação ainda nas fases iniciais da Copa do Brasil, o lateral direito do tricolor baiano, Eduardo comentou a eliminação após o fim da partida:

“Não tem que lamentar nada. Acho que a equipe estava bem e por vacilo a gente tomou o primeiro gol. Esses vacilos a gente não costuma tomar. É levantar a cabeça e pensar na próxima. Não tem o que lamentar” Afirmou Eduardo na saída de campo.

Um dos maiores criticados pela eliminação do Bahia, foi o treinador Guto Ferreira, acusado de escalar mal o time e de promover um rodízio que prejudica a equipe, o técnico saiu em defesa do seu estilo de jogo:

“Em relação ao rodízio, o rodízio serve para “n” situações. Serve para avaliar, ver o que está acontecendo. E não é determinando número de jogos que estamos fazendo que estão fazendo a diferença. A diferença é fazer jogos de alto nível, como o Paraná, que é líder do Paranaense. Teve a oportunidade de fazer bons jogos na Primeira Liga. Tivemos oportunidade de fazer alguns bons jogos também. Temos que seguir dentro do nosso trabalho. Vai sobrar mais tempo para trabalhar, com mais espaço vamos colocar os caras para jogar. Logicamente isso vai acontecer. Outros tipos de avaliações fazemos depois de cada jogo.” Concluiu o treinador Guto Ferreira, em entrevista coletiva.

Sem essa competição nacional a ser disputada, resta ao Bahia nesse primeiro semestre o Campeonato Baiano e a Copa do Nordeste, que serão fundamentais para a equipe se preparar para a voltar a disputar o Campeonato Brasileiro da Série A.



Apaixonado por esportes, principalmente por futebol, se formou em Jornalismo em 2017 pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Além de escrever para o site Torcedores.com, é comentarista do programa Diário Esportivo, que está no ar pela rádio online "Mega Rádio", em Vitória da Conquista na Bahia.