Assunção faz desabafo sobre soco em Valdívia e revela situação curiosa com Denílson

Assunção soco em Valdívia
Montagem torcedores.com (Foto: Cesar Greco)
Em maio de 2016, o meio-campista Marcos Assunção decidiu pendurar as chuteiras. Na ocasião, com 39 anos, ele alegou que sua mente gostaria de continuar dentro dos gramados, porém, o corpo já não respondia como antes. Assunção é aquele jogador que coleciona histórias no futebol. Vencedor durante a carreira, ele por pouco não chegou a vestir a camisa da Seleção da Espanha, tamanho respeito conquistado nos tempos de Bétis.

No Palmeiras, um episódio não muito comum em sua trajetória, acabou dando o que falar. Na campanha que levou ao rebaixamento do clube em 2012, Marcos Assunção e Valdívia tiveram uma discussão acalorada nos vestiários que acabou resultando em uma agressão física ao chileno.

LEIA MAIS:

Pierre revela frustração no Palmeiras e nega problemas com Muricy em 2009
Hoje no Timão, Gabriel explica saída do Palmeiras e responde Tchê Tchê sobre “traíra”
Leila Pereira explica por que recusou patrocínio da Crefisa a rivais do Palmeiras
Dona da Crefisa revela situação inusitada no primeiro contato com o Palmeiras

Em entrevista ao FOX Sports, Assunção lamenta o ocorrido e diz que se arrepende da atitude tomada na época.

“A gente voltou a se falar já no outro dia. Não adianta ficar de cara virada. Não fico feliz pelo que fiz, a gente estava nervoso. Não digo que não quis fazer. Fiz. Queria. Mas me arrependo. Depois que saí do Palmeiras, nunca mais falei com ele. Não fiquei feliz, não foi bacana o que fiz. Todo mundo queria o melhor para o Palmeiras crescer.”, afirmou Assunção.

Ele ainda valoriza a qualidade técnica do seu ex-companheiro e destaca que “quando ele queria jogar, decidia”.

“Valdivia é um craque. Quando queria jogar, decidia. As outras equipes respeitavam o Valdivia. Ele deixava todo mundo na cara do gol. Bem, ajudava demais. Não me senti feliz após o episódio. O arrependimento veio”, ressaltou.

Denílson malandro?

Nos tempos de Bétis, Assunção chegou a atuar com muitos jogadores brasileiros. Dentre eles, o pentacampeão com a Seleção em 2002, Denílson. Ele conta que na foto da decisão da Copa do Rei, o agora comentarista do “Jogo Aberto”, da TV Bandeirantes, deu uma de penetra para sair entre os perfilados.

“Jogamos a final da Copa do Rei. Ele era reserva nesse dia. Entramos em campo para tirar foto, mas só queriam tirar dos 11. Ele ficou p… por isso. Queria sair na foto. Era malandro. Mas aí deixaram só os 11. Quando perfilamos, eu vejo o Denilson correndo, gritando para esperar. Chegou, entrou no meio e tirou a foto. Ele mesmo me falou:

“Porra, tá de sacanagem. Daqui a 10 anos ninguém vai saber que eu era reserva. Vão contar que tem 12, mas alguém vai falar que eu, Denilson, campeão do mundo, era reserva?”, brincava Denílson.

VEJA TAMBÉM:

Ex-Palmeiras revela comportamento de Edmundo e faz elogios a Valdívia: “Cara de grupo”