Análise: O que o Grêmio precisa fazer até o próximo jogo da Libertadores?

Foto: Lucas Uebel/Grêmio FBPA

O Grêmio estreou com o pé direito na Copa Libertadores ao bater o Zamora (2 a 0), na noite da última quinta-feira, em Barinas, na Venezuela. O técnico Renato Gaúcho terá tranquilidade para trabalhar o time para o próximo duelo da competição sul-americana, marcado para o dia 11 de abril, contra o Deportes Iquique-CHI, na Arena.

A equipe terá tempo de sobra para ficar ainda mais cascuda na sequência da Libertadores.

VEJA MAIS:
Veja como a imprensa repercute a estreia vitoriosa do Grêmio na Libertadores 
Libertadores começou! Cachorro invade campo e paralisa estreia do Grêmio 

O Torcedores.com selecionou abaixo 3 coisas que o Grêmio precisa fazer até o duelo contra o Iquique daqui a um mês:

Recuperar atletas lesionados:

Contra o Zamora, o Tricolor não contou com quatro titulares da campanha vitoriosa na Copa do Brasil: o lateral-direito Edílson, em busca da melhor forma física após se recuperar de lesão muscular, o zagueiro Geromel, com fratura na costela, o volante Maicon, com desconforto muscular e o meia Douglas, que rompeu ligamentos do joelho. Com exceção a Douglas, que tem previsão de volta apenas para o segundo semestre, os demais devem estar à disposição de Renato. Outros jogadores estão no departamento médico: o meia Maxi Rodríguez, com fratura na mão direita, e o atacante Beto da Silva, com contusão muscular. Vale lembrar que Jael, um dos reforços para esta temporada, rompeu os ligamentos do joelho, e não foi inscrito na primeira fase da competição.

Dar entrosamento aos contratados:

O Grêmio trouxe até o momento oito reforços, porém, a maioria chegou já com a temporada em andamento. Desses, apenas o lateral Léo Moura e o volante Michel tiveram sequência entre os titulares. Principal contratação, o atacante Barrios é forte candidato a ser o 9, mas para isso precisa readquirir a melhor forma física e entrosamento com os demais companheiros. Saiu do banco de reservas e disputou alguns minutos do empate no Gre-Nal e da vitória sobre o Zamora. Resta saber se o experiente meia Gastón Fernández, contratado para ser o articulador do time, vai conseguir espaço entre os titulares. Miller Bolaños, que tem atuado mais recuado, exercendo a função do lesionado Douglas, tem dado conta do recado.

Usar o Gauchão como laboratório para a Libertadores

O Grêmio está longe do entrosamento ideal e durante as próximas semanas terá apenas compromissos pelo Gauchão, sempre aos meios e finais de semana. Renato não deve mexer tanto na estrutura do time e precisa usar o que tem de melhor.

 



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)