Vídeo: Juiz comete lambança, confunde jogador e expulsa Gabriel injustamente

Dudu
Foto: Reprodução

Na noite desta quarta-feira, Corinthians x Palmeiras se enfrentam pela quinta rodada do campeonato paulista, em um jogo pegado. Quase no fim do primeiro tempo o árbitro Thiago Duarte Peixoto fez uma lambança incrível, confundindo o jogador que cometeu a falta e pior de tudo aplicou o segundo cartão amarelo a Gabriel erradamente e expulsou o volante, que nem participou do lance.

A arbitragem roubou a cena no primeiro tempo do Dérbi nesta noite, tudo por uma lambança, o juiz marcou uma falta clara de cartão amarelo, onde o jogador do Corinthians parou o contra ataque puxando a camisa do adversário, até ai tudo bem, porém, na hora de aplicar o cartão amarelo, o árbitro se confundiu e atribuiu o cartão a um jogador que nem estava na jogada e que inclusive já estava pendurado, o volante Gabriel.

LEIA MAIS:
MERCADO DA BOLA: PALMEIRAS ACERTA EMPRÉSTIMO COM VOLANTE REVELAÇÃO DE CLUBE DO INTERIOR
APÓS HAT-TRICK DE FRED, TORCIDA DO ATLÉTICO-MG CRIA MÚSICA PARA PRATTO

Quem estava na disputa da bola com Keno era o outro volante do Corinthians, Maycon, que cometeu a falta, em seguida, o zagueiro Pablo chegou no carrinho na bola, Gabriel só aparece no lance ao fazer um sinal de negativo.

O jogador ex-Palmeiras não entendeu a expulsão e ficou cerca de cinco minutos dentro de campo tentando argumentar com o árbitro e também esperando uma possível correção, porém, ela não aconteceu, o que fez o jogador sair revoltado de campo, sobrou xingamentos, chutes em garrafas de água e inconformamento.

No intervalo, Rodriguinho do Corinthians deu entrevista a TV Globo e explicou o lance. “Ele estava falando que quem deu o puxão foi Gabriel. Todo mundo viu que foi o Maycon e que quem deu o carrinho foi o Pablo. Eu falei: conserta que vai ser melhor. Ele não quis”.

Assista a expulsão injusta de Gabriel no clássico Corinthians x Palmeiras:



Jornalista em formação. Fanático por esportes, principalmente futebol. Vivo em busca de desafios e oportunidades que a vida me proporciona.