OPINIÃO: No derbi centenário, o “velho” Corinthians voltou

Divulgação/Facebook Corinthians

Talvez a burrada do arbitro Thiago Duarte Peixoto, no derbi centenário, tenha servido para uma coisa de bom: a volta do “velho” Corinthians. Não, não estou reclamando do período “titiano”, mas é que aquele “velho” Corinthians, já estava dando saudade.

Eu vi, por exemplo, Kazim ser, por uma noite, Tupãzinho. Por isso, o inglês já caiu nas graças da Fiel. Um novo “talismã” alvinegro. Romero pode ser o novo Fabinho, aquele por quem a torcida tem enorme carinho, mesmo não jogando nada, a raça e entrega do rapaz são impressionantes. Gabriel é o Zé Elias, ou seja, marca e precisar dosar os cartões amarelos.

LEIA MAIS:  COM EXPULSÃO POLÊMICA E ‘BRIGA’ COM PALMEIRENSES, GABRIEL É O PERSONAGEM DO CLÁSSICO

No lance do gol, eu vi Maycon correr igual ao Mirandinha atrás da bola e Jô concluir como Casagrande para o gol. E ainda, tem o Jadson, que pode ser o novo Neto. Nesse derbi centenário, voltamos ao passado