Opinião: Jogadores do Palmeiras agiram de má fé em expulsão de Gabriel

expulsão de Gabriel
Crédito da foto: Reprodução/Twitter

Corinthians x Palmeiras se enfrentaram na última quarta-feira (22), pelo 1º clássico do centenário do Derby Paulista. O duelo contudo, ficou manchado por um erro do árbitro Thiago Duarte Peixoto, que expulsou o volante corintiano Gabriel no fim do primeiro tempo, em uma jogada que ele sequer fez parte. Ainda assim, o Timão saiu vitorioso, com gol de Jô aos 42 minutos da etapa final.

Após o jogo, o juiz teve o bom senso de se desculpar e fazer a correção na súmula da partida. Já os palmeirenses, que agiram de má fé durante o lance, apenas mostraram que não sabem perder. Alecsandro, por exemplo, minimizou a derrota classificando o confronto como um “treino para a Libertadores”.

LEIA MAIS
FELLIPE BASTOS ENTRA EM BRINCADEIRA E ZOA DENILSON EM REDE SOCIAL: ‘CHORA’
COM CORINTHIANS X PALMEIRAS, GLOBO TEM A MAIOR AUDIÊNCIA ENTRE CLUBES DESDE 2012
POR ESCRITO, ÁRBITRO CORRIGE ERRO NA SÚMULA EM EXPULSÃO DE GABRIEL NO DÉRBI
CORINTHIANS X PALMEIRAS: ÁRBITRO DE ERRO POLÊMICO VEM DE HISTÓRICO DRAMÁTICO FAMILIAR
COM EXPULSÃO POLÊMICA E ‘BRIGA’ COM PALMEIRENSES, GABRIEL É O PERSONAGEM DO CLÁSSICO

A verdade é que todos perdem quando um jogador se revela traiçoeiro dentro e fora de campo. Dudu e Keno apontaram para Gabriel e mentiram sobre ele estar no lance. Até aplaudiram uma expulsão que sabiam que era injusta. Tchê Tchê, que nem jogou, também comemorou nas redes sociais. Os atletas que se calaram foram igualmente ruins. E não importa se é um clássico ou não. O fair play deveria existir em qualquer ocasião. Trata-se da nobreza do caráter.



Jornalista por formação, atualmente cursando pós-graduação em Jornalismo Esportivo e Multimídias. Amante dos esportes e apaixonada por futebol inglês. Foi assessora de imprensa por três anos.