OPINIÃO: Botafogo chega com moral para fase de grupos da Libertadores

Reprodução/Facebook Botafogo de Futebol e Regatas

Antigamente, passar pela pré-Libertadores era obrigação para os times brasileiros. No entanto, com o alargamento da competição e a mudança no regulamento, esta fase do torneio continental ficou bem mais difícil e o Botafogo chega com muita moral para os grupos depois de dois confrontos que teve.

Isso porque, o clube carioca passou pelo atual vice-campeão da Libertadores, o Colo Colo, do Chile, e também pelo Olímpia, do Paraguai, tricampeão da América. São dois adversários bastante complicados, que poderiam muito bem ser encontrados em fases mais adiante da competição, e o Botafogo conseguiu superá-los, em partidas emocionantes, principalmente a de terras paraguaias.

LEIA MAIS:
CONHEÇA O GRUPO DO BOTAFOGO NA LIBERTADORES 2017

A moral que os cariocas conseguiram nessa pré-Libertadores é grande. Afinal, despacharam dois adversários fortes, viram o zagueiro Marcelo jogar bem, gol de bicicleta de Rodrigo Pimpão, a torcida lotando o estádio Nilton Santos e ainda Gatito Fernández, que estava na reserva de Helton Leite, tornar-se herói ao brilhar nas cobranças de pênalti.

E vai ser essencial para o Glorioso chegar embalado para a fase de grupos, pois está em chave bastante complicada, ao lado de dois campeões da Taça Libertadores e outro vice, casos do Atlético Nacional, atual campeão; e o Estudiantes, tetracampeão; além do Barcelona de Guayaquil, que foi vice em duas oportunidades. O time botafoguense está sabendo sofrer, jogando dedicado taticamente e não tem mais a pressão de estrear no torneio. Pode ir longe!