OPINIÃO: Na raça, Corinthians vence Palmeiras e a injustiça dentro de campo

Divulgação/ Twitter Corinthians

Romero e Dudu se estranharam, Kazim deu chapéu no Felipe Melo, teve gol com um a menos em campo. Teve o maior clássico do mundo. E deu Corinthians.

LEIA MAIS: Veja quais são os 3 fatores que favorecem o Corinthians no Paulistão

Deu gosto de ver o Corinthians em campo, aquele gostinho de goleada por 1×0, com o time se doando ao máximo.

O Dérbi começou muito disputado e com as duas equipes com vontade de gol. Como era de se esperar, o jogo pegou fogo, mas faltou qualidade técnica de ambos os times. O Corinthians por ser inferior tecnicamente, tentou suprir com a raça e agradou a torcida.

Desde o último jogo o Rodriguinho não vem agradando, sentiu a coxa e fisicamente também não estava bem na partida. Romero como sempre correu e protagonizou lances com Dudu. A arbitragem se preocupou bastante com a cor da touca usada por Felipe Melo, já com lances importantes….

O clássico estava equilibrado até que no final da primeira etapa, o árbitro expulsou o Gabriel injustamente em um lance que o volante, camisa 5, não participou. Maycon cometeu a falta em Keno num contra-ataque do Palmeiras, o juiz deu o segundo cartão para Gabriel, não voltou atrás da decisão e mudou totalmente o Dérbi. Ou não. É clássico, tudo acontece em um Corinthians x Palmeiras.

Imagens mostraram o quarto arbitro falando: “Não foi o Gabriel”. O erro foi vergonhoso de Thiago Duarte Peixoto que demorou para deixar o campo. Na volta para o segundo tempo a dúvida que ficava era: Como será que o juiz vai se comportar, sabendo que o erro foi grotesco, manchando um clássico que estava empolgando?

Com o Palmeiras dominando o jogo depois do intervalo com um a mais em campo, Cássio precisou trabalhar, a pressão foi grande. Corinthians não levou perigo ao Fernando Prass, até Carille substituir Kazim por Jô.

Kazim saiu aplaudido pela Fiel aos 40 minutos para entrada de Jô. E foi aí que tudo mudou. Após erro de Guerra, Moisés chutou para Jô que em sua primeira jogada marcou o gol da vitória. Foi sofrido, foi Corinthians e os 100 anos de clássico ficou marcado por preto e branco (e muitos erros da arbitragem, é claro).

Agora é aguardar a atitude do Corinthians sobre o caso, uma coisa é certa: não dá pra fingir que nada aconteceu porque saiu com os 3 pontos.

Mais de 30 mil torcedores foram a Arena Corinthians acompanhar os 100 anos de Dérbi. Que jogo!