Bisping responde empresário de Romero sobre ‘fuga’ de luta

Reprodução/UFC

As declarações do empresário de Yoel Romero, Malki Kawa, sobre Michael Bisping estar ‘fugindo’ de enfrentar o cubano foram respondidas com veemência pelo inglês, em entrevista ao The Luke Thomas Show, na qual fez diversas críticas ao agente do desafiante número 1 dos médios.

Ao programa, o campeão peso-médio do UFC disparou contra Kawa, declarando que o agente apenas quer garantir o dinheiro que recebe dos lutadores, citando o seu principal cliente, o hoje suspenso Jon Jones.

LEIA MAIS

LUCAS LIMA RESPONDE TORCEDOR QUE PEDE SUA SAÍDA DO SANTOS EM REDE SOCIAL; VEJA

JÉSSICA BATE-ESTACA ENFRENTARÁ CAMPEÃ DOS PALHAS NO UFC 211

LENDA DO BOXE ‘PEDE’ LUTA COM ANDERSON SILVA PELO TWITTER

“Não tenho medo do Romero, apesar do que esse empresário idiota disse ontem. O que eu vejo é que ele precisa ficar falando do Romero porque ele precisa ganhar dinheiro com uma grande luta. Quem é agenciado por Malki Kawa? Quem paga ele? O ‘cara’ dele é o Jon Jones, a galinha dos ovos de ouro, mas ele está fora no momento. Ele precisa ganhar dinheiro do Yoel porque ele quer que ele faça uma grande luta, porque ele não é um dos mais bem pagos. Malki precisa de dinheiro, então ele fica por aí, falando mal de mim para ver se ele consegue os 20% do Romero, só isso”, criticou Bisping.

Se consideraria enfrentar o cubano no futuro, o campeão dos médios desconversou e disse que prefere, no momento, uma luta que lhe compense mais financeiramente como seu próximo combate.

“Ninguém me ofereceu uma luta. Se me oferecessem o Romero, eu aceito. Se for o Georges St-Pierre, eu aceito. Não estou aqui pelo bem do UFC, mas pelo de minha família, Não me importo com Yoel Romero, o que ele queira ou deixe de querer. O empresário canalha dele pode fazer de tudo para esconder o negócio do doping. Tenho lá minhas dúvidas sobre essa história de ‘suplemento contaminado’, mas isso é coisa antiga, notícia velha”, disse o inglês

“Não estou aqui para ajudar o Romero. Se o UFC me pedir para lutar contra ele e está dentro do tempo necessário, eu aceitarei. Mas não fico aqui pensando no que seria melhor para ele”, completou.

(Crédito da foto: Reprodução/UFC)