Com um total de 28 medalhas olímpicas, relembre o ano de Michael Phelps

Foto: Ministério do Esporte.

O rei das piscinas já chegou aos Jogos do Rio com a marca de maior medalhista olímpico, atingida em Londres 2012. Michael Phelps então anunciou sua aposentadoria, mas depois de uma série de problemas pessoais, resolveu retornar aos treinos em 2014 e continuar fazendo o que mais gostava, nadar.

Até o início das Olimpíadas Rio 2016, Phelps estava com sua galeria recheada de 22 medalhas olímpicas, sendo 18 ouros, duas pratas e dois bronzes.

LEIA MAIS:
2017 SERÁ O ANO DOS MUNDIAIS PARA O ESPORTE PARALÍMPICO
SAIBA QUANTAS CALORIAS VOCÊ PERDE COM 1H DE NATAÇÃO POR DIA
APÓS OS JOGOS OLÍMPICOS, CRESCE O INTERESSE EM MODALIDADES NO BRASIL

Para garantir seu passaporte ao Brasil, ele passou por seletivas nos EUA entre os meses de junho e julho. Com os tempos de 1m54s84 nos 200m borboleta e 51s nos 100m borboleta ele garantiu sua classificação, e tornou-se o atleta americano, no masculino, a participar de mais Olimpíadas: 5 no total. Michael também conseguiu marcar presença na prova de 200m medley, que já havia lhe rendido três ouros nas últimas edições.

O nadador também estava inscrito para nadar os 100m e os 200m livre, mas acabou desistindo de disputá-las. Já por equipes, Phelps ainda conseguiu participação nos revezamentos 4x100m livres, 4x200m livres e 4x100m medley.

NAS OLIMPÍADAS

Com seis modalidades diferentes para nadar, Michael Phelps tinha tudo para ficar no lugar mais alto do pódio em todas. No entanto, ele não contava que um jovem garoto de 21 anos pudesse vencer seu ídolo nos 100m borboleta. Com o tempo de 50s39, Joseph Schooling, de Cingapura, ficou com o ouro. Empatados com 51s14, Phelps, o sul-africano, Chad Le Clos e o húngaro Laszo Cseh ficaram com a prata.

No mais, o rei das piscinas não soube o que era outra cor a não ser a dourada, nos Jogos do Rio. Na prova por equipes dos 4x100m livre, os americanos venceram com o tempo de 3m09s92. Os 4x100m medley foram conquistados com 3m27s95. Já nos 4x200m, o time dos EUA levou o ouro com 7m00s66.

Nas outras duas provas individuais, Phelps conquistou a dourada com o tempo de 1m53s36 nos 200 borboleta, e com 1m54s66 nos 200m medley. Este desempenho o deixou com uma coleção de 28 medalhas olímpicas, recorde absoluto, sendo 23 ouros, três pratas e dois bronzes.

Além de tudo isso, ele ainda contribuiu na quebra do recorde olímpico do revezamento 4x100m medley, que também era dos EUA (3m29s34), e passou a ser 3m27s95.

Foto: Ministério do Esporte
Foto: Ministério do Esporte


Paulistano, 20 anos. Estudante de Comunicação Social-Jornalismo da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.