“Ainda é muito complicado ser mulher neste meio”, diz jornalista da ESPN

Facebook Pessoal

Marcela Rafael vem ganhando espaço dentro dos canais ESPN. Antes repórter da emissora, ela agora apresenta o Sportcenter, Bate-Bola e o ESPN W (programa sobre mulheres esportistas veiculado no site do canal).

A pernambucana, com passagens pela Globo Nordeste e pelo SBT, conversou com o Torcedores.com em entrevista exclusiva.

LEIA MAISESPN BRASIL DEVE TER NOVO PROGRAMA PELAS MANHÃS COM MARCELA RAFAEL; VEJA

Torcedores.com: Você sempre quis ser jornalista esportiva?
Marcela Rafael: Não! Eu queria ser jornalista quando entrei na faculdade. Mas já no segundo período da faculdade ( Universidade Católica de Pernambuco) comecei a estagiar na Band no Recife. As coisas foram acontecendo enquanto fazia matérias de Náutico, Sport, Santa Cruz.

Torcedores.com: O jornalismo esportivo para mulheres, ainda é um tabu?
MR: Não sei se é um tabu. Mas, ainda é muito complicado ser mulher neste meio. Até conseguir ter credibilidade em uma profissão tão masculina, há sofrimento. Muitos acham que você está ali para aparecer, principalmente Na televisão. Precisa ser persistente e fechar os olhos para algumas coisas. E com o tempo, tudo melhora.

Torcedores.com: Como surgiu a idéia do ESPN W?
Marcela Rafael: O espn W é um site que começou nos Estados Unidos. W de woman. Sentíamos a necessidade de trazer esse projeto de sucesso para o Brasil. Conseguimos e estamos conquistando espaço a cada dia.

Torcedores.com: Ser casada com um jornalista esportivo, monopoliza as conversas em casa? (Marcela é casada com o repórter Andrei Kampff da Rede Globo).
Marcela Rafael:  Ah! Antes dos filhos, era a única conversa da casa. (risos) Agora falamos muito sobre Legos e Hot Wheels, leites, fraldas, levar ao parque e buscar na escola. Mas, me lembro que antes do Théo (nosso filho mais velho de três anos) nascer, eu li uma mensagem grudada na geladeira: “Não esquece de pagar o Sheik”. Pensei … meu! Eu tô devendo o quê ao Sheik (jogador ex-Corinthians e Flamengo )?? Na verdade, tínhamos comprado um shake, aqueles que substitui uma alimentação, e precisava pagar a pessoa que tinha me vendido. Mas, não era o “Sheik”, né? Rimos muito disso!

Torcedores.com: Como está sendo apresentar o SportsCenter? Você tem novos projetos em vista na emissora?
Marcela Rafael: Na verdade eu cheguei na ESPN há seis anos para ser apresentadora do SportsCenter Notícias. Eram programas curtos ao longo do dia. No fim de semana apresentava o SportsCenter. Mas queria mesmo era ser repórter e continuar o que tinha deixado no Recife e no SBT (já em São Paulo). Depois de um tempo consegui sair da apresentação e fazer o que sempre fizera, reportagem. Com o nascimento do Théo começou a ficar complicado demais … eu sofria muito com as viagens que não param. Conversei com os chefes e voltei para a apresentação. Não é novidade, então, o SportsCenter. E eu adoro. E temos, sim, novos projetos. Vai ser muito legal. Estou super empolgada. Um programa diário. Olha que massa! Em breve, a gente fala mais (risos).