Willian Arão aponta um dos erros que fizeram o Flamengo não ser campeão brasileiro

Willian Arão
Crédito da foto: Márcio Donizete/Torcedores.com
* Direto do Teatro Santander, em São Paulo-SP

Terceiro colocado do Campeonato Brasileiro, o Flamengo chegou até as rodadas finais com chances de título, porém perdeu o fôlego nos momentos cruciais e deixou escapar o troféu para o Palmeiras, que se sagrou campeão de 2016, e também a segunda posição para o Santos. Para o volante Willian Arão, o empate no confronto direto com o Verdão no returno, no Allianz Parque, pesou contra o Rubro-Negro.

Willian Arão e Tchê Tchê ganharam o Bola de Prata como melhores volantes do Brasileirão - Crédito da foto: Márcio Donizete/Torcedores.com
Willian Arão e Tchê Tchê ganharam o Bola de Prata como melhores volantes do Brasileirão – Crédito da foto: Márcio Donizete/Torcedores.com

“A gente estava ganhando por 1 a 0 e íamos passar eles (o Palmeiras), e eles conseguiram fazer um gol aos 39 ou 40 minutos (com Gabriel Jesus) do segundo tempo e não conseguimos ultrapassá-los. Em nenhum momento, de fato, passamos o Palmeiras. A gente sempre esteve remando, buscando, aí quando a gente encostava (no líder), tomávamos o empate ou perdíamos algum jogo”, declarou durante coletiva após o Troféu Bola de Prata, nesta segunda-feira (12).

VEJA MAIS
PALMEIRAS DOMINA ELEIÇÃO DO BOLA DE PRATA; CONFIRA A SELEÇÃO DO BRASILEIRÃO

Além disso, Arão soube reconhecer a superioridade do Alviverde. “Não dá somente para apontar um motivo (para a perda do título), tem de dar os méritos também ao Palmeiras, que foi muito competente”, ressaltou o jogador, que chegou no início da temporada junto ao rival Botafogo.

Se o Flamengo não conseguiu o campeonato para seus torcedores, dois jogadores do elenco foram motivo de orgulho para os flamenguistas e representaram o clube na premiação promovida pela ESPN e Sportingbet. Rever e Willian Arão acabaram eleitos um dos melhores zagueiros e volantes da competição, respectivamente, e receberam a honraria, considerada uma das mais importantes do futebol brasileiro.



Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade. Atualmente como repórter colaborador no site Torcedores.com.