Saiba qual é o legado que o Cuca deixou no Palmeiras para o próximo técnico

Cuca
Moisés durante papo com Cuca em 2016. Foto: Cesar Greco/ Ag. Palmeiras

Depois do término do Campeonato Brasileiro, alguns atletas do Palmeiras falaram do legado que o técnico Cuca deixou na equipe palmeirense, conforme informa o site “UOL Esporte“. Após receber a Bola de Prata, o goleiro Jailson fala do trabalho que o treinador deixou e da missão de assumir o lugar de Fernando Prass durante o Brasileirão.

“O Cuca deixou muitas coisas e um trabalho muito bom. Espero mesmo que o novo treinador dê continuidade a este que tivemos”, destacou o goleiro, depois de receber o prêmio de destaque da Série A.
LEIA MAIS:
MERCADO DA BOLA: FERNEBAHÇE ENTRA NA BRIGA PELA CONTRATAÇÃO DE GUSTAVO SCARPA
ROBERSON SE EMPOLGA COM INTERESSE DO INTERNACIONAL: ‘SERIA MARAVILHOSO’
ENQUETE: MICHEL BASTOS SERIA UMA BOA CONTRATAÇÃO PARA O PALMEIRAS EM 2017?

Para o meia-atacante Moisés, o técnico Cuca teve uma importância muito grande na conquista do Palmeiras pelo Campeonato Brasileiro. O atleta enaltece a confiança que o treinador depositou durante a competição, além de falar sobre as jogadas ensaiadas e treinos que realizava todos os dias na academia do Palmeiras.

“Cuca teve uma parcela muito grande na conquista; chegou em um momento em que passávamos por muita dificuldade e passou confiança. Ele disse que confiava em nós, achou o time e teve algumas dificuldades, mas todos entenderam quando encaixou o time”, disse.

“Ele é um cara que trabalha muito e às vezes é até chato na cobrança. Treino de bola parada, de jogadas ensaiadas…isso demonstra a importância que teve para o título”, afirmou Moisés.

Já para Tchê Tchê, revela depois de receber a Bola de Prata e destaca que recebeu consultas de outras equipes, mas a ligação de Cuca foi e extrema importância para fechar com o Palmeiras após o término do Campeonato Brasileiro. O volante só tem a agradecer o treinador por tudo que fez.

“Tive outras consultas e propostas, mas a ligação do Cuca foi uma coisa muito importante. Sempre friso que ele [Cuca] e meus companheiros me abraçaram de forma que me senti em casa. […] Tenho que agradecer a todos eles”, contou o meio-campista Tchê Tchê.



Radialista, Jornalista com passagens como correspondente pelo site italiano CalcioNews24.com e pelo Arena Rubro-Negra. Atualmente setorista do Fluminense e Futebol Sul-Americano no Torcedores.com