Por um milagre: veja o que precisa acontecer para o Inter evitar o rebaixamento

adversários
Foto: Reprodução / Site Internacional

A partir das 17h do próximo domingo, em Edson Passos, na Baixada Fluminense, o Inter poderá estar iniciando os seus últimos 90 minutos na elite do futebol brasileiro. Além de precisar urgentemente vencer o Fluminense, que vai com um time bastante descaracterizado, o time gaúcho ficará na torcida por no mínimo um de dois resultados paralelos possíveis.

Para escapar da queda, o Inter conta com uma ajuda imprescindível do Figueirense, que já está rebaixado para a segunda divisão de 2017. Os catarinenses enfrentam o Sport Recife, na Ilha do Retiro, e se não perderem o jogo, ajudarão os colorados a permanecerem na A – isso, é claro, na perspectiva de uma vitória colorada sobre os cariocas.

LEIA MAIS:

Aos risos, Renato revela papo hilário com Douglas no meio do jogo

Luan lembra provocação de colorado e responde: “Sasha, tu é um c…”

“Entre nós jogadores, pensamos no jogo, em fazer nossa parte dentro de campo. Finalizar o ano de forma digna, com um resultado positivo, uma vitória. Depois vamos ver o resultado do outro jogo. Estamos vivendo de uma forma bem difícil, nos mobilizando independente deste fato. Buscaremos dar o nosso melhor”, garantiu o lateral-direito Ceará, em entrevista durante a semana.

Fora o jogo do Sport diante do Figueirense, o Inter estará de olho em uma outra partida da rodada. Vitória e Palmeiras se enfrentam no Barradão e os baianos ainda têm uma mínima chance de serem rebaixados. O rubro-negro deu um passo importante contra a queda ao vencer o Coritiba por 1×0 fora de casa na última rodada. Para passar o Vitória, o Inter terá de tirar os três pontos de vantagem e ainda tirar seis gols de saldo.

O Inter escapará da Série B se vencer o Fluminense e:

  • O Sport perder ou empatar em casa diante do já rebaixado Figueirense.
  • O Vitória perder para o Palmeiras em casa e o Inter consiga reverter os seis gols de saldo, por exemplo: Fluminense 0x3 Inter, Vitória 0x3 Palmeiras.


Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Fã de esportes, sobretudo tênis. Colorado por paixão, jornalista por vocação e tenista por opção.