Primeiro ‘pênalti tecnológico’ na história do futebol ‘ignora’ impedimento e causa polêmica

penalti
Foto: Reprodução

Nesta quarta-feira o mundo conheceu pela primeira vez o recurso tecnológico dentro do futebol na partida entre Atlético Nacional x Kashima Antlers, pelo Mundial de Clubes. Apesar do possível acerto em um lance, a arbitragem errou em outro e causou polêmica. Isso porque o árbitro assinalou pênalti ao assistir o vídeo do lance, mas antes o jogador japonês estava em impedimento e o fato passou despercebido.

LEIA MAIS
ÁRBITRO DÁ PÊNALTI APÓS USO DO VÍDEO E POLEMIZA EM JOGO DO ATLÉTICO NACIONAL NO MUNDIAL

Aos 30 minutos do primeiro tempo, a bola foi levantada na área e Nishi Daigo foi atingido na área por Mosquera. No entanto, antes mesmo da infração, o próprio jogador japonês estava impedido, mas o fato passou despercebido assim como o lance do pênalti, já que apenas depois de um minuto do momento, o árbitro Viktor Kassai junto com sua equipe foi apenas rever o lance do pênalti e assinalar a penalidade máxima.

Para o comentarista de arbitragem, Arnaldo Cezar Coelho, a ideia do recurso é boa, no entanto entregaram um ‘brinquedo novo’ nas mãos de irresponsáveis.

“Interferiram na arbitragem da maior categoria que é o Kassai, induziram o Kassai a cometer um erro que foi de capital importância para o jogo. Isso é uma irresponsabilidade da FIFA, que vai dizer que é uma boa ideia, mas esse ‘brinquedo’, apesar de ser Natal, não podia ser entregue a uma criança, dentro de uma sala, para brincar e demonstrar irresponsabilidade deles”, disse Arnaldo, que completou que o recurso precisa ser melhor trabalhado.

Nas redes sociais, a preocupação na inovação do recurso e ter deixado o impedimento passar ‘despercebido’ não agradou nada os internautas que criticaram a postura da FIFA.



Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.