Paulo Nobre afirma que Palmeiras “anda com as próprias pernas” há dois anos

Palmeiras
Reproducao: TV Gazeta

A segunda gestão do presidente Paulo Nobre está chegando ao seu final. Com a saída na quinta-feira para a entrada de Maurício Galiotte, o atual mandatário está contando as horas para deixar o clube. E comemora o fato de deixar o Palestra muito melhor de que quando começou a presidir em 2013.

Após um primeiro mandato com poucos resultados convincentes, com o título da Série B e um centenário com apenas a conquista da Copa Euro-Americana, Nobre teve uma segunda chance e foi reeleito para 2015 e 2016. Nestes dois últimos anos, os resultados foram mais satisfatórios, com um título da Copa do Brasil e outro do Campeonato Brasileiro.

Leia mais: Quem do atual elenco do Palmeiras deve permanecer em 2017? Vote

Mas se engana quem pensa que a saída de Paulo Nobre fará com que o Verdão deixe de ser protagonista. Paulo ficou famoso por ter colocado dinheiro de seu próprio bolso no clube. Mas ele deixou claro que isso foi no começo de sua gestão, apenas para pagar despesas.

Entrevistado do programa Esporte em Discussão, da Rádio Jovem Pan, o mandatário afirmou que o Palmeiras seguirá forte nos próximos anos pois não depende dele já há algum tempo:

“O Palmeiras já anda com as próprias pernas desde 2015. As pessoas acham que eu continuo colocando dinheiro e que as coisas estão dando certo porque eu continuo colocando dinheiro. Isso não é verdade. Todo dinheiro injetado em 2013 e 2014 não era para formar time e sim para a roda não parar de rodar. Era para pagar conta de luz, água, cloro da piscina…Todo o dia do Palmeiras. Fizemos isso de alongar as dívidas para não adiantar um centavo da gestão seguinte, que seria a de 2015 e 2016. Eu não sabia quem seria o presidente. Se eu tivesse o mandato eu faria planejamento em quatro anos. Eu fiz em dois anos, para entregar o Palmeiras já em 2015 andando com as suas próprias pernas e o novo presidente poder administrar com os recursos do clube.”

O trabalho está sendo tão bem feito que Nobre já começo até a receber de volta o dinheiro que tinha colocado para ajudar o Palestra Italia:

“O Palmeiras já começou a devolver o dinheiro em 2015. As pessoas vão ter consciência disso agora que eu vou sair,  mas que o palmeirense tenha certeza. Não coloco mais um centavo no clube e o clube já começou a devolver há dois anos. O Palmeiras está super preparado para seguir seu caminho com suas próprias pernas. Maurício está super preparado.”

Paulo Nobre passará o bastão para Maurício Galiotte ainda nesta semana, no dia 15 de dezembro. O novo presidente ficará no cargo até o final de 2018.

 



Jornalista formado pela FIAM FAAM. Apaixonado por futebol independente do país ou divisão. Setorista do Inter e esportes olímpicos. Contato: mohamed.nassif12@hotmail.com