Palmeiras no Esporte Interativo: saiba o que muda na prática

Reprodução/Torcedores.com

O Palmeiras oficializou nesta terça-feira (13) a assinatura de um contrato de seis anos, válido entre 2019 e 2024, com o Esporte Interativo para a transmissão de seus jogos do Brasileirão na TV paga. Mas, na prática, o que muda para o torcedor alviverde? Nas próximas duas temporadas, nada. O Verdão segue com contrato válido com o SporTV para exibição das partidas. A partir de então, algumas coisas começam a mudar. O Torcedores.com explica agora:

1 – “Arena Palmeiras” nunca mais na TV paga

Quem assistir ao mesmo jogo do Palmeiras na Globo e mudar para o Esporte Interativo vai notar que o estádio alviverde terá dois nomes. Enquanto a emissora global, que continuará com os direitos de transmissão do Verdão em TV aberta, chamará a casa palmeirense de “Arena Palmeiras”, o canal da Turner respeitará os naming rights do local e dirá, no ar, “Allianz Parque”.

2 – Clássicos precisarão de um acordo entre emissoras

Embora a maioria dos times grandes do país tenha fechado com o SporTV, em São Paulo houve uma divisão ao meio. Santos e Palmeiras assinaram com o Esporte Interativo, enquanto Corinthians e São Paulo renovaram com o SporTV. Com isso, já que a lei atual exige que um canal tenha os direitos de transmissão dos dois clubes envolvidos para mostrar um jogo, será necessário um acordo entre Globosat e Turner para que os seguintes clássicos não fiquem fora da TV paga: Corinthians x Palmeiras, São Paulo x Palmeiras, Santos x Corinthians, Santos x São Paulo. O EI poderá transmitir apenas Santos x Palmeiras sem um acordo, enquanto o SporTV só vai poder mostrar Corinthians x São Paulo.

3 – Premiere FC segue do mesmo jeito

O Palmeiras deve renovar com a Globosat para a venda dos pacotes pay-per-view do Premiere FC, já que o acordo com a Turner não inclui essa mídia. Com isso, embora o SporTV não vá poder mostrar os jogos do Verdão, a equipe do canal que trabalha nos jogos do Premiere continuará cobrindo o clube. Quem for assinante do PPV inclusive vai poder optar pela narração do Esporte Interativo ou do Premiere (que usa narradores do SporTV) quando a partida for exibida simultaneamente nos dois canais.

4 – Não serão todos os jogos no EI

É importante destacar que os jogos continuarão priorizando o PPV, até como forma de fazer o torcedor comprar os pacotes e fornecer mais essa renda aos clubes. Por isso, o EI não poderá transmitir os 38 jogos do Palmeiras todos os campeonatos. Muito provavelmente todos serão exibidos em VT, mas a transmissão ao vivo ficará limitada a uma cota por rodada que envolve todos os demais clubes.

5 – TV aberta segue do mesmo jeito

Sem concorrência de nenhuma outra emissora, a Globo terá tranquilidade para renovar seu contrato de TV aberta com o Palmeiras, mantendo a situação que vigora há 20 anos no cenário nacional. Em outros tempos não tão distantes, a emissora carioca teria a concorrência da Record TV, que hoje está distante das brigas pelos direitos de transmissão das competições de futebol. A Band, que dividia os direitos com a Globo, pode até voltar no futuro a fazer isso, mas não quer investir nisso agora.

6 – Horários de jogos

Os jogos que tiverem transmissão do Esporte Interativo terão horários definidos com a emissora. Desde o ano passado se fala na promessa de que o canal da Turner não fará com que jogos comecem após as 21h30, antiga reivindicação de torcedores que vão aos estádios. Mas, como a Globo seguirá mandando em todo o resto da tabela, não é possível dizer que os palmeirenses vão se livrar totalmente de sair da arena perto da meia-noite.

7 – Outras competições seguem normalmente nos canais atuais

O Palmeiras fechou com o Esporte Interativo apenas para a transmissão do Brasileirão. Seguirão valendo os contratos para outras competições e seus respectivos canais. O Fox Sports, por exemplo, continuará com a Libertadores e a Copa Sul-Americana, enquanto a Copa do Brasil seguirá com o SporTV, bem como o Paulistão.



Editor do Torcedores.com, está no site desde julho de 2014. Formado pela Universidade Metodista de São Paulo, já passou por UOL, Editora Abril e Rede Record. Participou da cobertura da Copa do Mundo de 2014, de dois Pans, dos Jogos Olímpicos de Londres 2012 e do Rio 2016. Também colabora com o ONDDA, site "irmão" do Torcedores.com.