Mercado da bola: Veja os critérios do Botafogo para contratar

Botafogo x Colo-Colo
Crédito de imagem: Vitor Silva/SSPress/Botafogo

O Botafogo deu uma verdadeira volta por cima em 2016, ao retornar para a elite do Campeonato Brasileiro, ser apontado como um possível rebaixado e, ao final do torneio, garantir uma vaga na Libertadores da América do ano que vem. Surpreendendo muito, o Fogão deu show.

Para o advogado Gustavo Noronha, que é diretor jurídico do clube, o resultado desse ano serve para mostrar àqueles que não acreditavam no clube que é possível sim dar mudar uma estrutura com profissionalismo e amor o clube, como aconteceu com o Botafogo. Agora, veja como isso se reflete nas contratações.

LEIA MAIS:
VÍDEO MOSTRA O MOMENTO DA EXPLOSÃO EM ATENTADO NA TURQUIA
CBF COMETE INJUSTIÇA COM ARTILHEIRO DO BRASILEIRÃO; CONFIRA
POTTKER NO BOTAFOGO? VEJA O QUE OS TORCEDORES PENSAM
BOTAFOGO FARÁ NOVO CONTRATO COM JAIR VENTURA; CONFIRA

“Na nossa maneira de ver… Óbvio que isso às vezes muda (risos). Tudo na vida tem uma parcela gerenciável e uma não gerenciável. A não gerenciável não depende de você, então esquece. A gerenciável você vai tentando manejar. Dentro do que é gerenciável, a gente imagina fazer menos apostas, ou seja, trazer menor quantidade de jogadores, e mais contratações cirúrgicas, posições-chave e com mais chances de dar certo. Foi o caso do Roger, que a gente examinou há mais tempo, o Jair (Ventura) gosta, e a gente contratou. Vamos seguir essa linha de contratações cirúrgicas. Fizemos o mesmo com Gatito e João Paulo, por exemplo”.

Crédito da Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo