Médicos informam zagueiro Neto sobre a tragédia do avião da Chapecoense

Divulgação/Chapecoense

Após quase duas semanas internado em hospital próximo a Medellín-COL, o zagueiro Neto foi informado pelos médicos nesta segunda-feira sobre o acidente aéreo com a delegação da Chapecoense.

“Nas últimas horas, ele já estava percebendo, porque ele tem várias escoriações no corpo, nas mãos, na perna. Ele já estava ficando desconfiado porque não é comum numa partida de futebol acontecer isso. O pai dele já tinha me falado que ele estava chegando no limite. Em comum acordo com a psicóloga nós falamos”, disse o médico Carlos Mendonça.

VEJA MAIS:
Com Chape e outros 7 brasileiros, Libertadores soma 42 participantes 
Em homenagem para Chapecoense, mãe de Danilo ganha Bola de Prata 

Mendonça contou que um dia antes da tragédia, o jogador teve o pesadelo da queda do avião e que ele ressaltou que aquilo foi um presságio.

“Ele teve um sonho no dia anterior da viagem. Ele sonhou que a aeronave estava caindo. Uma coisa bem dramática. Ele falou com a esposa, inclusive, que não queria voar. Isso ficou muito marcado para ele. Foi uma coisa bem chocante. Ele teve o pesadelo e falava a todo momento que era um aviso”, revelou.

No final de semana, Neto perguntou diversas vezes à equipe médica sobre o resultado da partida contra o Atlético Nacional-COL, em Medellín, e questionou por que estava com tantos ferimentos pelo corpo.

O beque não tem data confirmada para retornar ao Brasil. Na sexta-feira, ele venceu mais uma batalha pela vida ao voltar a respirar sem ajuda de aparelhos, após nove dias dependendo de respiração artificial.

Nesta segunda-feira, o goleiro Jackson Follman deixou a Colômbia rumo a São Paulo, onde seguirá em tratamento no Hospital Albert Einstein. O lateral-esquerdo Alan Ruschel e o jornalista Rafael Henzel, outros sobreviventes da tragédia, vão retornar ao Brasil nesta terça-feira.

*atualizado às 20h56



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)