Kashima Antlers elimina Atlético Nacional e faz história

Crédito da imagem: Divulgação / Site oficial Kashima Antlers

O Kashima Antlers eliminou o campeão da Libertadores da América, Atlético Nacional, e pela primeira vez na história um time japonês chega a uma final de Mundial de Clubes da FIFA.

Em um jogo que os colombianos dominaram as ações ofensivas, tendo mais controle da bola e finalizando mais a gol, o time japonês conseguiu o que era necessário para se classificar, gols.

LEIA MAIS:
KASHIMA ANTLERS X ATLÉTICO NACIONAL: VEJA OS GOLS DA PARTIDA
ATLÉTICO NACIONAL É ELIMINADO DO MUNDIAL E WEB CULPA ‘ZICA’ DOS BRASILEIROS; VEJA

No primeiro tempo, houve uma falta para o Kashima, a bola foi levantada para dentro da área. A principio o juiz não viu nenhuma irregularidade, porém após um pouco mais de dois minutos, o árbitro foi chamado pelo auxiliar e pela primeira vez na história foi utilizado o recurso tecnológico para marcar um pênalti. O juiz da partida, o húngaro Viktor Kassai, após ver o replay por uma TV colocada à beira do campo, marcou a penalidade. O volante do Atlético Nacional, Mosquera, havia esticado a perna e impedido o avanço do Lateral do Kashima, Nishi Daigo. O meio-campista japonês, Doi, foi para a cobrança e marcou o primeiro gol do jogo, 1 a 0 para o Kashima

No segundo tempo, o time colombiano continuou levando perigo ao gol nipônico de maneira infrutuosa, tanto o atacante Borja, quanto o meia Macnelly Torrez, lideraram os alviverdes e levaram perigo ao gol defendido por Sogahata, que trabalhou bem.

O segundo gol do Kashima foi feito por Endo e teve requintes de crueldade, ele recebeu passe no meio da área defendida pelo goleiro Armani, que saiu mal. O japonês dominou a bola, girou, ficou de costas para o gol e marcou de calcanhar.

Com a vitória nas mãos, o técnico do Kashima Antlers, Ishii Masatada, resolveu queimar sua ultima substituição e mandou a campo o atacante Yuma Suzuki, em lugar do meia Nakamura, aos 39 minutos do segundo tempo. O futebolista acabou marcando o último gol da partida, que selou a classificação histórica do clube para a final do Mundial de Clubes da FIFA.

No final deu 3 a 0 para os japoneses. Com isso, o clube chega à final o Mundial.

Opinião: O time colombiano merecia melhor resultado pois tinha chutado mais a gol, inclusive tinha colocado duas bolas na trave, mais a organização dos japoneses foi melhor, souberam aproveitar nos contragolpes e os buracos deixados na zaga colombiana.