Guardiola rebate críticas e recusa mudar estilo de jogo após derrota do City

Crédito da foto: Divulgação / Twitter Manchester City Brasil

A derrota fora de casa do Manchester City, por 4 a 2, para o atual campeão Leicester ainda não foi bem digerida pelos torcedores do Citizen. Em coletiva de imprensa nesta tarde, Pep Guardiola rebateu as críticas recebidas e garantiu que manterá o estilo de jogo que o consagrou no Barcelona e no Bayern de Munique.

O técnico compareceu à sala de imprensa do clube para antecipar o confronto contra o Watford, mas o assunto principal girou em torno da partida do último sábado. “Vi novamente o jogo e não merecemos o que aconteceu. Os jogadores sofreram tanto quanto eu, mas temos de minimizar isso. É difícil”, avaliou o técnico espanhol.

LEIA MAIS
GUARDIOLA DÁ DICA PARA GABRIEL JESUS SE TORNAR GRANDE JOGADOR E NÃO TEM NADA A VER COM FUTEBOL

Para ele, não há motivos para alterar o estilo de jogo da equipe. “É claro que tenho de me adaptar, mas isso não significa mudar o que eu acredito. Temos de jogar desta forma. É a melhor forma. Eu acredito na minha forma de jogar. Se não for capaz de o fazer, o presidente irá decidir. Mas de forma alguma irei mudar isso”, garantiu.

Questionado sobre a adaptação ao futebol inglês, Guardiola admitiu que ainda precisa de mais tempo e lamentou a pressão que tem recebido da torcida e da imprensa. “Pensei que precisaria de menos tempo para me adaptar, mas estou certo de acontecerá. Se as pessoas querem que eu falhe, não há nada que eu possa fazer”, pontuou.

O técnico finalizou expondo o que pensa em fazer para que o City se mantenha na busca pelo topo da tabela da Premier League. “Aqui tem de se ter controle sobre a bola. Sem isso, nada feito. Fomos capazes de o fazer no início da temporada.”

City e Watford se enfrentam na quarta-feira (14), a partir das 18h (de Brasília), no Eithad Stadium.



Mídias Sociais da AS Roma Brasil, MBA em Gestão Estratégica de Negócios, blogueiro desde 2007 e radialista amador. Escreve sobre futebol italiano, automobilismo e o que aparecer, mas gosta mesmo é de contar boas histórias