“A ficha ainda não caiu”, diz palmeirense Tchê Tchê sobre rápida ascensão na carreira

Crédito da foto: Márcio Donizete/Torcedores.com

Contratado pelo Palmeiras, junto ao modesto Osasco Audax em maio deste ano, o volante Tchê Tchê precisou de pouco tempo para se firmar no clube. Até então desconhecido da torcida, o jovem meio-campista se tornou uma das peças mais importantes do técnico Cuca na conquista do Brasileirão. Em entrevista coletiva, após receber o prêmio Bola de Prata, da ESPN, o camisa 8 mostrou bom humor ao ser questionado pela reportagem do Torcedores.com sobre o que estava se passando em sua cabeça naquele momento.

“Não passa nada (risos), não estou acreditando que estou vivendo esta fase maravilhosa, não só eu, como o Palmeiras. Estou muito contente. Na verdade, a ficha ainda não caiu, só daqui a um tempo vou ter a dimensão do que é ser campeão brasileiro…Quero agradecer muito a Deus por tudo que passei neste ano”, disse Tchê Tchê, eleito o melhor volante do Brasileirão ao lado do flamenguista Willian Arão.

VEJA MAIS:
Moisés destaca afirmação e superação do Palmeiras em 2016, e fala em renovar contrato 
Tchê Tchê revela por que preferiu Palmeiras em meio a assédio de Corinthians e Santos 
Brasileirão teve os seus piores artilheiros desde 2006 

Tchê Tchê explicou por que optou pelo Palmeiras e não pelos rivais Santos e Corinthians, após o vice-campeonato paulista pelo Osasco Audax.

“Tive sim algumas outras propostas (além do Palmeiras), mas a ligação pessoal que recebi do Cuca foi uma coisa muito importante (para optar pelo Palmeiras). O Cuca e meus companheiros me abraçaram de uma maneira que logo me senti em casa. Foi maravilhoso o que essa torcida maravilhosa fez por mim e por toda a equipe”, completou.

Tchê Tchê tem contrato com o Verdão até maio de 2019. Ele disputou até o momento 39 jogos (37 deles pelo Brasileirão) e marcou três gols.



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)