“Fazer jogo do estúdio é a mesma coisa que gozar nas coxas”, diz Silvio Luiz

Foto: Reprodução/ESPN Brasil

Narrador da RedeTV!, Silvio Luiz foi o convidado do programa “Bola da Vez”, da ESPN Brasil, na última terça-feira, e deu uma resposta curiosa ao ser questionado sobre a diferença em fazer um jogo do estúdio e transmiti-lo do estádio. Um dos locutores mais experientes da TV brasileira deixou clara a sua preferência por fazer um jogo “in loco”.

“Vou dar a mesma resposta que dei no Roda Viva, da TV Cultura. (Fazer jogo do estúdio) é a mesma coisa que você gozar nas coxas. Você está no tubo (estúdio) e não sente. O cara que vai ao estádio, chega antes, toma um café embaixo, conversa com todo mundo, bate um papo, anota, enquanto prepara a transmissão ele fica olhando”, disse.

VEJA MAIS:
Ex-presidente do Internacional não se arrepende de agressão a jornalista
Rafael Henzel reencontra filho na chegada a Chapecó e não segura emoção 

Silvio diz ficar muito atento quando comparece aos estádios e qualquer detalhe diferente que vê pode fazer a diferença para o telespectador.

“Quando eu vou no estádio com binóculo, fico procurando, fuçando alguma coisa, para poder informar. No estúdio, você recebe simplesmente aquilo que a produção te dá e alguma coisa que vai coletar para o seu uso”, completou Silvio, que completou em julho passado 82 anos de idade.

Antes de virar narrador, ele foi repórter de campo. Teve passagens por TV Paulista, Rádio Bandeirantes, TV Excelsior, TV Record, SBT e Band. Ele ainda concorreu à presidência da FPF (Federação Paulista de Futebol) por duas vezes: 1982 e 1985, porém, acabou sendo derrotado duas vezes por José Maria Marín, que três década depois viria a ser presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

 



Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)