Argentino multicampeão com o Sada Cruzeiro admite desejo de treinar o Brasil

Foto: Divulgação Site Sada Cruzeiro

Um dos principais treinadores do vôlei masculino no Brasil, o argentino Marcelo Mendez é considerado um dos melhores da modalidade na atualidade. No comando do Sada Cruzeiro desde 2009, o técnico ajudou em todas as conquistas do time mineiro, incluído três Mundiais de Clubes e Sul-Americanos e quatro Superligas.

O técnico é um dos responsáveis por uma estruturação no Sada Cruzeiro, com a ajuda dele o time criou uma das categorias de base mais fortes do Brasil. O treinador conversou com o Torcedores.com e falou sobre sua carreira no vôlei nacional, a Superliga Masculina, o elenco de jogadores, a evolução do seu time e a possibilidade de assumir uma seleção nacional. Veja a entrevista com Marcelo Mendez:

LEIA MAIS:
SADA CRUZEIRO VENCE SESI-SP E MANTÉM INVENCIBILIDADE NA SUPERLIGA
“FALTOU TRANQUILIDADE NOS MOMENTOS CRUCIAIS”, REVELA DOUGLAS SOUZA APÓS DERROTA DO SESI-SP

Torcedores.com: O Sada Cruzeiro teve um início de temporada muito forte com dois títulos (Campeonato Mineiro e Mundial de Clubes) como manter o em alto nível durante toda a temporada?
Marcelo Mendez: A temporada é longa. Começamos no dia 15 de junho e já disputamos o Campeonato Mineiro, o Mundial de Clubes e agora a Superliga. Com esse número de jogos, estamos rodando o elenco. Para o Mundial, a preparação tem que ser muito boa. No começo da Liga Nacional, aproveitamos para rodar os jogadores para dar ritmo a todos, para que tenham condições de jogarem quando for preciso.

Torcedores.com: Como é realizada a montagem do elenco do time para uma temporada tão desgastante?
Marcelo Mendez: Há muitos anos trabalhamos com as categorias de base, e isso facilita muito montar o time. Temos jovens com grandes talentos e vamos alterando poucas peças. Da temporada passada perdemos o Wallace, por pontuação, e o Éder, com a chegada do Simón. Mesmo com essas mudanças, não modificamos tanto nossa estrutura.

Torcedores.com: Como você avalia a evolução da sua carreira no Brasil desde a sua chegada?
Marcelo Mendez: Quando um estrangeiro chega a um país com uma cultura diferente mudam algumas coisas, temos que nos adaptar e impor nossos conhecimentos. Eu fui mudando muito em relação ao trabalho e isso tem que acontecer, pois existem jogadores que estão sete temporadas comigo, ou seja. Tenho que trabalhar em cima da evolução e mudar aspectos na estratégia de jogo para manter o time competitivo e sempre com vontade de treinar e ganhar.

Torcedores.com: Como é trabalhar com dois jogadores cubanos no elenco?
Marcelo Mendez: É muito fácil. O único problema foi com o Leal, quando ele ficou dois anos sem poder jogar. Após essa fase, foi preciso uma readaptação física, no mais é muito fácil trabalhar com ele. Quando se faz alguma orientação técnica ou tática, ele pega no momento. Já o Simón é a mesma coisa: um grande jogador que chegou nesta temporada e vai nos ajudar demais porque é um excelente meio de rede. E outra coisa muito importante os dois gostam muito de treinar e jogar.

Torcedores.com: A quem pode ser creditado essas conquistas de diversos títulos pelo Sada Cruzeiro?
Marcelo Mendez: Tem um pouco de todos. Desde a diretoria, que nos dá todo o conforto para trabalharmos. Temos bons atletas que se destacam em suas seleções e fazem um grande trabalho no clube. Temos uma base muito boa que também contribui para o elenco principal. Mas também há muito trabalho da comissão técnica, tanto na parte médica, na preparação física, no esquema de jogo. E esse trabalho é importantíssimo, essa soma de fatores faz a gente ser muito forte.

Torcedores.com: O Sada Cruzeiro pode apresentar um voleibol melhor do que estamos acostumados a ver?
Marcelo Mendez: Com certeza. Algumas coisas voltadas para o lado técnico e tático, pequenas alterações que ao decorrer dos jogos vão aparecendo. Não somente o time principal do Sada, mas a base, o trabalho em conjunto com o time de Juiz de Fora.

Torcedores.com: Como é realizado o trabalho de integração com as categorias de base?
Marcelo Mendez: Existe um trabalho de conceito de jogo que é aplicado no time principal e na base. Seguimos toda uma linha de trabalho, quando eu cheguei na equipe existia somente um time juvenil, agora temos um trabalho integrado que seguirá juntamente com o time de Juiz de Fora.

Torcedores.com: A seleção da Polônia te ofereceu um contrato. Como ficou essa questão?
Marcelo Mendez: Os diretores da Polônia me procuraram, mas eles queriam que eu me dedicasse inteiramente à equipe. Eu tenho o contrato com o Sada, que não permite que trabalhe full-time em outro lugar. Então é um negócio que não deve se concretizar. Quando aparecer uma seleção em que eu goste e possa fazer o trabalho após o meu contrato aqui, eu aceito.

Torcedores.com: E você aceitaria comandar a Seleção Brasileira?
Marcelo Mendez: Sim. Mas temos que respeitar o tempo de Bernardo, que é um grande treinador. Se aparecer a oportunidade eu gostaria muito de trabalhar.

Torcedores.com: Qual a importância do vôlei brasileiro para o crescimento do profissional Marcelo Mendez?
Marcelo Mendez: Importantíssimo. No Brasil conheci pessoas fantásticas e jogadores espetaculares que me ajudaram demais nesse processo de adaptação. Estou muito feliz de morar aqui por esses anos e quero continuar, pois me sinto em casa.