Com propostas do Catar e Coreia do Sul, Rogério pode não retornar ao São Paulo

São Paulo
Foto: Divulgação/Sport Clube do Recife

Emprestado ao Sport até o final do campeonato estadual de 2017, o atacante Rogério fez bom brasileiro pela equipe pernambucana e afirma ter propostas para mudar de ares na reabertura da janela de transferências de janeiro. Se Rogério Ceni contava com o jogador para o segundo semestre, os planos deverão ser mudados.

“Eu tenho algumas propostas do Catar e da Coreia do Sul, mas estou decidindo ainda como será. Estou conversando com meu empresário. Não tem nada definido ainda. Com certeza, a melhor decisão será tomada”, disse o jogador em entrevista ao site ESPN.com.br.

LEIA MAIS
SIDÃO JÁ FALA COMO GOLEIRO DO SÃO PAULO E COMEMORA TRABALHAR COM CENI
SÃO PAULO 5×0 SANTA CRUZ: ASSISTA AOS MELHORES MOMENTOS DO JOGO
DAVID NERES SE ATRAPALHA EM ENTREVISTA E VIRA PIADA NA WEB; ASSISTA

Autor de nove gols no Brasileirão, Rogério, ao lado de Diego Souza, ajudaram o Sport a escapar do rebaixamento com vitória por 2 a 0 sobre o Figueirense na última rodada e garantirão o clube na Copa Sul-Americana de 2017.

“Estou esperando alguma posição da diretoria do Sport. O que for melhor para minha família e para o clube, eu irei optar. Eu não descarto voltar ao São Paulo, tudo vai da diretoria e de tudo ser bom para todos”, afirma.

Visto como talismã da torcida são-paulina, o atacante disputou o primeiro semestre do ano no clube do Morumbi, mas a falta de oportunidades com o técnico Edgardo Bauza o levaram a decidir pela saída. Decisão que fez a direção do Tricolor receber inúmeras críticas das arquibancadas.

“Quando a gente está lá em cima e toma um baque desses precisa voltar ao começo para acontecer o que aconteceu. Do meio do ano para o final foi bem favorável. Jogando todos os jogos a gente ganha mais ritmo e oportunidades de mostrar o potencial”, finalizou.

Rogério foi emprestado ao Sport em junho deste ano pelo São Paulo, que detinha 65% dos direitos do atleta e comprou os 35% restantes por R$ 590 mil. Em seguida, o Tricolor vendeu 25% aos pernambucanos por R$ 2,5 milhões.



Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale.