Com início da pré-temporada ainda em dezembro, CSA mira títulos e acesso à Série B em 2017; confira as armas do Azulão!

CSA x Volta Redonda
CSA mantém base para o ano que vem e larga na frente em busca de títulos (Foto: Alisson Frazão / Ascom CSA)

O CSA iniciou a pré-temporada no último dia 5 de dezembro. Com a missão de conquistar títulos e o acesso à Série B no próximo ano, o time do Mutange já reuniu todas as “armas” para chegar aos objetivos. O Torcedores.com lista todos os trunfos azulinos para 2017; confira!

Já é 2017 no Azulão

2016 nem chegou ao fim e o CSA já está com a cabeça no futuro. Como as atividades no clube terminaram em setembro, a diretoria maruja não mediu esforços para fechar grande parte do elenco para que a pré-temporada iniciasse em dezembro.

Com o começo das atividades mais cedo, os jogadores azulinos terão grandes chances de chegarem “voando” em 2017. Vale lembrar que essa estratégia aliadas a outros fatores, fizeram com que o time azulino chegasse à final da competição com as melhores estatísticas da competição, sendo 26 gols marcados e apenas 13 sofridos em 16 jogos.

Treinador permanece

Entre todos os dez clubes que irão participar do Campeonato Alagoano de 2017, o CSA é o único que manteve seu treinador. Com Oliveira Canindé no banco este ano, o Azulão realizou 35 partidas com 26 vitórias, 5 empates e 7 derrotas.

Com o treinador a frente do time por mais um ano e uma pré-temporada adiantada, o Azulão larga na frente tanto no aspecto físico, como no técnico.

Canindé conhece bem elenco azulino e mira títulos em 2017 (Foto: Alisson Frazão / Ascom CSA)
Canindé conhece bem elenco azulino e mira títulos em 2017 (Foto: Alisson Frazão / Ascom CSA)

Entrosamento e base mantida

Se a permanência de Oliveira Canindé deu vantagem ao CSA para o ano que vem, a renovação de 11 atletas e a repatriação de mais 3 jogadores que fizeram parte do elenco azulino deste ano, faz com que o Azulão já tenha o seu time titular praticamente definido para o ano que vem.

O principal nome é o do meio-campista Cleyton, que apesar de ter ficado boa parte do primeiro semestre no banco de reservas, acabou se tornando símbolo da conquista do acesso à Série C. Com 8 gols na competição, o jogador foi o artilheiro do Azulão na competição.

Após passagem pelo Paysandu, Cleyton voltou ao CSA e é o grande nome do time para o próximo ano (Foto: Alisson Frazão / Ascom CSA)
Após passagem pelo Paysandu, Cleyton voltou ao CSA e é o grande nome do time para o próximo ano (Foto: Alisson Frazão / Ascom CSA)

Reforços de peso

Como a diretoria azulina não conseguiu renovar com Jônatas Obina, centro avante azulino durante a Série D, teve que ir atrás de um substituto a altura. Daniel Cruz foi o escolhido para ser o camisa 9 do time em 2017. Com 8 gols na última Série C, o jogador foi um dos principais nomes na campanha do Boa Esporte-MG na conquista do acesso à Série B este ano.

Além de Daniel Cruz, o CSA trouxe o atacante Thiago Potiguar (ex-América/RN), e meio-campista Alex Henrique, que são jogadores experientes e chegam com status de titulares. Outro que veio valorizado foi o goleiro Mota (ex-Volta Redonda/RJ), que deve brigar com Jefferson pela camisa 1.

Torcida presente

A torcida azulina é uma permanente arma a favor do time. Com a melhor média do Campeonato Alagoano de 2016. O time esteve em campo nas partidas com as 10 melhores médias de público estadual deste ano, sendo 8 vezes como mandante e isso fez com que o time atingisse a melhor média de público da competição, com 8.436 por jogo, quase o dobro do segundo colocado CRB.



Corinthiano, alagoano e jornalista esportivo. Amante da Premier League, Brasileirão e NFL.