Após polêmica, Alê Oliveira revela que não fará mais o “decreto” na ESPN

alê oliveira
Foto: Reprodução

O comentarista dos canais ESPN, Alê Oliveira, anunciou por meio de uma publicação na conta oficial que possui no Instagram, que não fará mais o tradicional “decreto” às sextas-feiras, no programa “Bate-Bola”, um quadro marcado pelo humor e irreverência. Ele ainda agradeceu o apoio e carinho dos fãs, além de desejar “muita luz e oração” para quem é “do mal”, como definiu.

– Muito obrigado pelo carinho, apoio e consideração com o meu trabalho. Pra quem é do mal, muita luz e oração.
Saio fortalecido dessa Covardia que tentaram fazer comigo, graças a vocês. O decreto continuará, agora em outras plataformas. – escreveu Alê Oliveira.

LEIA MAIS:
GLOBO ESPORTE É ELEITO O MELHOR TELEJORNAL ESPORTIVO DA TV ABERTA NO ANO

O fim do “decreto” na ESPN acontece justamente depois da polêmica na qual se envolveu Alê Oliveira na última sexta-feira (09) quando afirmou no “decreto” que “Assistiu o penta? Já aguenta”. Muitas pessoas na internet criticaram as falas do comentarista por interpretá-las como supostamente apologia à pedofilia, já que uma pessoa que nasceu antes de julho de 2002, pode ter, no mínimo, 14 anos.

Em entrevista para o site UOL Esporte logo após a polêmica, Alê Oliveira disse que estava bastante triste com o que havia acontecido e afirmou que a “maldade estava na cabeça das pessoas”. Em nota oficial, os canais ESPN pediram desculpa pelo ocorrido.