Vitória é derrotado pelo Santos e segue correndo risco de rebaixamento

Foto: Divulgação/ECV

Na noite desta quinta-feira, o Vitória voltou a campo para seguir lutando por sua permanência na elite do futebol brasileiro. No entanto, pela 35ª rodada, o Leão foi derrotado por 3×2.

LEIA MAIS:
Pelé no Sport? Quase! Veja essa e outras curiosidades sobre o futebol nordestino
Conheça o Llanfairpwllgwyngyll F.C., o clube de futebol com o nome mais longo do mundo
CONFIRA COMO FICARAM OS GRUPOS DA COPA DO NORDESTE 2017
Mercado da bola: Time dos Estados Unidos quer tirar Ibrahimovic do Manchester United
Prêmio Torcedores.com terá sua 2ª edição em 2016
Conheça os finalistas do prêmio Torcedores.com de mídia esportiva 2016

A derrota sofrida em Santos pode recolocar o Vitória na zona de rebaixamento, caso o Internacional confirme seu triunfo dentro de casa. O Leão permanece com 39 pontos.

O JOGO

A primeira foi marcado por tentativas do Vitória de se impor perante ao Santos, buscando ficar com a posse de bola por mais tempo. No entanto, o time santista foi quem conseguiu abrir o placar.

O primeiro lance perigo aconteceu aos dez minutos, em chute forte de Vitor Bueno. Em resposta, Kieza chutou de fora da área e obrigou o goleiro santista a espalmar para fora, aos 11.

O jogo seguiu em ritmo equilibrado no meio-campo até a metade do primeiro tempo, quando o Santos passou a pressionar e abriu o placar aos 35 minutos, em gol do colombiano Copete.

Já no segundo tempo, o técnico Argel Fucks realizou mudanças no time, dando maior poder de ataque com a entrada de David na vaga de Euller. E, a exemplo do que aconteceu na primeira etapa, os primeiros minutos tiveram o Vitória atuando de maneira equilibrada e dando trabalho para o time da casa.

Jogando de maneira ofensiva, o Vitória empatou o jogo aos 17 minutos. O volante Yuri pôs a mão na bola e o árbitro assinalou pênalti. Marinho foi para a bola e converteu, deixando tudo igual.

Mas o empate permaneceu no placar por pouco tempo. Aos 21 minutos, o árbitro marcou pênalti em dividida entre Diogo Mateus e Copete. Ricardo Oliveira cobrou e marcou o segundo.

Em desvantagem mais uma vez, o Leão perdeu o equilíbrio que tinha em campo e passou a ter dificuldades para trocar passes e criar jogadas de ataque. No final do jogo, o Peixe ainda marcou mais uma vez. Nos acréscimos, o meia Serginho marcou gol em seu ex-time, mas não foi suficiente para evitar a derrota.



Baiano, 22 anos, jornalista em formação pela Universidade Jorge Amado (UniJorge). Apaixonado por esportes em geral, de preferência basquete, tênis e futebol, este último com maior fervor. Contato: victorw10@outlook.com