Veja a provável escalação do Flamengo de Zé Ricardo para enfrentar o Santos

flamengo
Crédito da foto: Divulgação/ Gilvan de Souza/ Flamengo

Neste domingo, o Flamengo recebe o Santos, no Maracanã, às 17h (horário de Brasília), buscando a primeira vitória no estádio desde a sua reabertura ao futebol e, de quebra, selar sua vaga na fase de grupos da Libertadores de 2017.

Além disso, o técnico Zé Ricardo exige que o elenco rubro-negro encare com muita seriedade os dois últimos compromissos pelo Campeonato Brasileiro já que ficar em segundo lugar assegura premiação de R$ 10,7 milhões.

LEIA TAMBÉM:
Zé Ricardo divulga relacionados do Flamengo para enfrentar o Santos; veja lista
Empresário confirma saída de Alan Patrick do Flamengo após Campeonato Brasileiro

Flamengo mira 2º lugar do Brasileirão para ter maior investimento em 2017; entenda

Para o jogo contra o Santos, Zé Ricardo terá todos os principais jogadores à disposição e deve começar com a mesma base dos últimos jogos. Baseado no esquema 4-3-3, o treinador provavelmente terá em Diego o cérebro do time e a única dúvida será o terceiro homem do ataque junto com Éverton e Paolo Guerrero.

No último jogo, contra o Coritiba, Gabriel marcou um dos gols do empate por 2 a 2, porém saiu de campo machucado. Ao longo da semana, o camisa 17 fez trabalho intensivo para se recuperar do incômodo muscular na coxa direita e está à disposição do treinador. Se ainda assim for vetado por Zé Ricardo, Fernandinho é o favorito para a vaga.

Com isso, o comandante rubro-negro deve escalar seu time com: Alex Muralha, Pará, Rafael Vaz, Réver e Jorge; Márcio Araújo, Willian Arão e Diego; Gabriel (Fernandinho), Éverton e Paolo Guerrero.

VEJA A PROVÁVEL FORMAÇÃO EM CAMPO DO FLAMENGO:

football formations

O Flamengo está na terceira posição da tabela com 67 pontos, um a menos que o Santos (e sete do líder Palmeiras). Terminar a competição entre os três primeiros evita que o clube da Gávea jogue a fase mata-mata da Liberadores do ano que vem.



Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.