Tudo sobre a decisão da Copa do Brasil

Agência Minas

Atlético-MG e Grêmio começarão a decidir a Copa do Brasil 2016 nesta noite (23), no Mineirão.

A Copa do Brasil 2016 finalmente chega aos seus momentos decisivos. Na última edição que será decidida em novembro, Atlético/MG e Grêmio chegam para os momentos decisivos com elencos poupados e foco total nos jogos decisivos. Mesmo sem um clássico regional na decisão, a decisão tem enorme expectativa, entre os torcedores do futebol e até na imprensa.

Cobertura especial da imprensa: Talvez uma decisão de Copa do Brasil nunca tenha tido tanta cobertura das emissoras licenciadas na televisão quanto a final de 2016, que envolverá times de Minas Gerais e Rio Grande do Sul. Na Globo, o narrador Galvão Bueno será a voz das transmissões da emissora na decisão. A última vez em que Galvão havia narrado uma decisão de Copa do Brasil foi em 2003, na qual o maior rival atleticano (Cruzeiro) derrotou o Flamengo e venceu a competição.

Nas emissoras fechadas, não será diferente. O SporTV passou toda a quarta-feira produzindo seus programas do Mineirão, palco do jogo de ida, até chegar nas 2 horas de pré-jogo, com o comando de Milton Leite. No Fox Sports, 7 profissionais estarão na transmissão in loco, com a equipe aposta 5 horas antes do toque inicial. Na ESPN Brasil, transmissão in loco do principal narrador (Paulo Andrade) e convidados especiais.

Foco total das equipes: Tanto Grêmio quanto Atlético/MG estão 100% focados na decisão da Copa do Brasil. A equipe gremista possui chances remotas de terminar no G6 do Brasileirão, e a equipe mineira ainda não está totalmente garantida na fase de grupos da competição continental. Mas ambos os times tiveram formações reservas em campo no último fim de semana para o descanso dos jogadores rumo a decisão.

Estádios lotados: Se em 2014 um entrevero entre as diretorias de Cruzeiro e Atlético/MG não fez o Independência lotar e deixou um grande espaço vazio no Mineirão, neste ano será diferente. Mais de 45 mil ingressos foram vendidos com antecedência para o jogo de ida no Mineirão, estádio no qual o Atlético mandará seu jogo neste ano. A expectativa é de 60 mil torcedores. Para o jogo de volta, em Porto Alegre, os ingressos ainda não começaram a ser vendidos, mas os mesmos devem cessar rapidamente e a Arena Grêmio também deverá estar lotada.

Sem polêmicas do STJD: Na semana que antecedeu o início da decisão, o STJD tinha punido o Grêmio com a perda de seu mando na final da Copa do Brasil, ou seja, o time gaúcho deveria jogar em estádio neutro, por conta da invasão de campo da filha de Renato Gaúcho. Entretanto, um dia depois, a decisão foi revertida, e o tribunal efeito suspensivo na punição, cessando qualquer tipo de polêmica na pré-final.

Ação nas redes sociais: Pela 1ª vez na história, a final da Copa do Brasil terá um hashtag oficial nas redes sociais. Ao digitar #CopaDoBrasil ou #FinalDaCopaDoBrasil, uma taça da competição surgirá ao lado da hashtag, como ocorre nos principais eventos esportivos do mundo.

Regras: As regras seguem sem alteração. Com nos últimos anos, o time que fizer mais gols nos dois jogos ganhará o título. Não há sistema de “gol fora”, que terá o mesmo peso quanto o gol marcado em casa. Os mandos foram decididos em sorteio. Caso persista o empate no placar agregado, a disputa pelo título será por penais, ou seja, não há prorrogação (como ocorre na Libertadores).

Escalação Provável (Atlético/MG): Victor, Carlos César, Gabriel, Erazo e Fábio Santos; Leandro Donizete, Júnior Urso, Cazares e Maicosuel; Robinho e Lucas Pratto
Escalação Provável (Grêmio): Marcelo Grohe; Edílson, Pedro Geromel, Kannemann e Marcelo Oliveira; Walace, Maicon, Ramiro e Douglas; Luan e Pedro Rocha.

Horários: Tanto nesta quarta-feira (23) quanto na próxima (30), os jogos estão marcados para 21h45, horário de Brasília.


 Fonte das escalações prováveis: Superesportes



Apaixonado por esportes e pelo jornalismo. Grande seguidor do futebol, do automobilismo, dos esportes americanos e fã incondicional da NFL.