Santos x Vitória: Nota dos jogadores santistas

Reprodução/Facebook Santos Futebol Clube

O Santos conseguiu somar mais três pontos no Campeonato Brasileiro e chegar aos 67 no Campeonato Brasileiro ao derrotar o Vitória pelo placar de 3×2, nesta quinta-feira (17), no estádio de Vila Belmiro e segue ainda sonhando em conquistar o título da competição. Confira as notas de acordo com o desempenho dos santistas no duelo.

PRÊMIO TORCEDORES.COM DE JORNALISMO COLABORATIVO
PRÊMIO TORCEDORES.COM TERÁ SUA 2ª EDIÇÃO EM 2016
CONHEÇA OS FINALISTAS DO PRÊMIO TORCEDORES.COM DE MÍDIA ESPORTIVA

Vanderlei (6.0) – Não teve culpa em nenhum dos gols e ainda fez uma defesa difícil. Passa bastante segurança na meta santista.

Victor Ferraz (6.5) – Apoiou bastante, voltou a fazer jogadas características pela linha de fundo com Lucas Lima e participou do terceiro gol da equipe.

Noguera (5.5) – É muito forte no jogo aéreo, mas vacilou no segundo gol do Vitória ao deixar Serginho subir na frente. Não tem muita habilidade na saída de jogo, ainda precisa de um pouco de ritmo.

Yuri (5.0) – Deu qualidade à saída de bola da equipe, porém acabou cometendo um pênalti bobo quando a bola pegou em seu braço, além de levar cartão amarelo que o suspende do próximo jogo, diante do Cruzeiro.

Zeca (6.0) – Sofreu com a velocidade de Marinho pelo lado esquerdo da defesa, fazendo com que ficasse mais preso à marcação e não pudesse apoiar tanto como costumeiramente acontece.

Renato (6.5) – É inegável que dá um toque de bola diferenciado para o meio campo santista, mesmo que não tenha tido uma de suas brilhantes atuações. Deixou o campo com câimbras, algo bastante comum à esta altura do campeonato e também pela sua idade.

(Léo Cittadini) (Sem Nota) – Jogou pouco tempo

Thiago Maia (6.5) – Há tempos não via uma atuação como a de hoje. Jogou com muita vontade, buscando desarmar, saindo bem para o jogo e tentando chegar ao ataque. Relembrou o Thiago Maia de antes dos Jogos Olímpicos.

Lucas Lima (7.5) – À exemplo de Thiago Maia, o meio campista voltou revigorado da Seleção. Mandou uma bola no travessão e coordenou as principais jogadas santistas, dando assistência para Copete marcar, sofrer o pênalti e ainda participando od terceiro gol.

(Elano) (Sem Nota) – Jogou pouco tempo

Vitor Bueno (6.0) – Desde que voltou de longo período afastado por conta de lesão, não repetiu as grandes atuações que vinha tendo. Tem um excelente poder de finalização e levou perigo na única que tentou.

(Lucas Veríssimo) (Sem Nota) – Jogou pouco tempo

Copete (8.5) – O cara da partida! Que contratação fez o Santos ao trazê-lo do Atlético Nacional-COL. Nesta quinta, balançou as redes duas vezes e ainda sofreu o pênalti que culminou em outro gol. É muito liso para sair da marcação e tem bastante velocidade.

Ricardo Oliveira (6.5) – Artilheiro que é artilheiro não desperdiça quando a chance de balançar as redes aparece. E o camisa 9 santista teve a oportunidade em cobrança de pênalti. Cobrou com tranquilidade, mas acabou levando um cartão de amarelo bobo por discutir com o árbitro.

Dorival Júnior (7.5) – Balançou no cargo em certo momento, mas faz trabalho incrível com o Santos. Rivaliza com os adversários mesmo tendo um investimento bem menor, muito por conta do trabalho do técnico.