Relembre o título da Copa do Brasil de 2014 do Atlético MG

Atlético
Foto: Buda Mendes/Getty Images

O Atlético MG está próximo de conquistar o bicampeonato da Copa do Brasil. A decisão contra o Grêmio começa nesta quarta-feira, em Belo Horizonte e a segunda partida acontecerá em Porto Alegre, na semana que vem.

Em 2014, o Galo conquistou a competição, em um dos títulos mais históricos da competição. A equipe entrou na fase oitavas de final por ter disputado a Libertadores e eliminou quatro dos cinco maiores campeões da competição, campanha inédita até os dias de hoje.

Nas oitavas de final, o adversário era o Palmeiras, até então bicampeão. Em São Paulo, no Pacaembu, um jogo complicado, mas que teve o gol de Luan na segunda etapa. O atacante estava no banco de reservas e entrou para encaminhar a classificação do clube para as quartas. No jogo da volta, no Independência, sem dificuldades, o Galo fez 2 a 0 e carimbou a classificação.

Chegada as quartas, mais um paulista, o tricampeão Corinthians. No jogo de ida, em Itaquera, os time de São Paulo venceu por 2 a 0 e a classificação do Atlético parecia distante, ainda mais quando o Timão fez 1 a 0 no Mineirão. Mas com uma reação história, o Atlético fez quatro gols, o número que precisava para avançar. Luan, Guilherme duas vezes e Edcarlos fizeram os gols da classificação.

PRÊMIO TORCEDORES.COM DE JORNALISMO COLABORATIVO
Prêmio Torcedores.com terá sua 2ª edição em 2016
Conheça os finalistas do prêmio Torcedores.com de mídia esportiva 2016

A um passo da final, na semifinal, o Flamengo, tricampeão e atual campeão, entrava no caminho do Atlético. No Maracanã, o Rubro-Negro venceu por 2 a 0 e o Galo se via na mesma situação da fase anterior. E assim como contra o Corinthians, o Flamengo abriu o placar no Mineirão e o time de Minas precisava de quatro gols, que aconteceram. Dátolo, Luan, Maicosuel e Carlos fizeram os gols de mais uma virada histórico do Clube Atlético Mineiro, finalista da Copa do Brasil.

Chegada a decisão, o tetracampeão e maior rival, o Cruzeiro, entrava no caminho do clube. O jogo de ida, com mando do Galo no Independência, praticamente garantiu o título. Luan e Dátolo fizeram os gols da vitória no primeiro jogo. No jogo da volta, apenas administrar o resultado era necessário e foi isso que o Galo fez. Como se não bastasse o resultado, Diego Tardelli fez o gol da vitória no Mineirão, fechando o placar e fazendo o Galo vencer os dois jogos da final contra o seu maior rival.



Jornalista formado pela FIAM FAAM. Apaixonado por futebol independente do país ou divisão. Setorista do Inter e esportes olímpicos. Contato: mohamed.nassif12@hotmail.com