Relembre o título brasileiro do Palmeiras em 1993

Palmeiras
Reprodução/Facebook

Perto de conquistar mais uma vez o Campeonato Brasileiro, o Palmeiras está há 22 anos sem saber o que é estar no topo da principal competição nacional do país, mas mesmo assim segue sendo o maior campeão da competição.

E um dos título foi conquistado em 1993, quando o Palestra estava em uma fila da competição, de forma parecida com a atual. Não ganhava o Brasileirão desde 1973, ou seja, completou 20 anos sem saber o que era levantar a taça.

LEIA MAIS

TORCIDA DO PALMEIRAS PEDE A PERMANÊNCIA DE CUCA. VEJA O VÍDEO

FERNANDO PRASS ESTÁ RELACIONADO PARA JOGO DO PALMEIRAS CONTRA A CHAPECOENSE

No mesmo ano, meses antes da conquista do Palestra, o Verdão saiu de uma fila que durava 16 anos sem nenhuma conquista, seja nacional, internacional ou estadual. E a conquista do Campeonato Paulista de 1993 embalou um dos melhores times da história do Palmeiras a conquistar o heptacampenato brasileiro.

A campanha o Palestra Italia foi regular da primeira partida até a final. O clube estava no Grupo B, ao lado de Santos, Guarani, Grêmio, Vasco, Fluminense, Atlético MG e Sport. A estreia foi contra o Bugre, em Campinas, e um empate por 1 a 1 deu a largada para o fim do jejum de títulos nacionais do Verdão. Na segunda rodada, uma vitória clássica por 3 a 0 sobre o Sport. O time era muito forte em casa, vencendo quase todos os adversários. Fora de casa, conseguiu buscar pontos importantes como no empate contra o Grêmio e nas vitórias contra o Galo, Vasco e Fluminense.

Ao final das 14 rodadas da primeira fase, o Verdão terminou na liderança, com 22 pontos e garantiu vaga na segunda fase, quando os adversários seriam novamente o Guarani, mas também o São Paulo e o Remo, em um quadrangular onde somente o líder chegaria até a final.

O começo da segunda fase foi preocupante para o Palestra Italia. Um empate em casa contra o São Paulo não era um bom resultado, mas o time engatou uma sequência de vitórias, com quatro seguidas e garantiu a classificação. A mais marcante contra o mesmo São Paulo, no Morumbi, no triunfo verde por 2 a 0. Na última rodada, foi só administrar a partida contra o Remo e o empate em 0 a 0 no Parque Antártica garantiu a classificação para a final.

Na decisão, o Palmeiras enfrentava o líder da outra chave, que foi o Vitória, em dois jogos. O primeiro, na Fonte Nova, teve vitória alviverde, por 1 a 0. Com a mão na taça, o jogo da volta, no Morumbi, foi de festa e para confirmar o título. Novo triunfo do clube paulista, dessa vez por 2 a 0, com gols de Evair e Edmundo, dois símbolos da conquista do Palmeiras e ídolos até os dias de hoje.

 

 



Jornalista formado pela FIAM FAAM. Apaixonado por futebol independente do país ou divisão. Setorista do Inter e esportes olímpicos. Contato: mohamed.nassif12@hotmail.com