Redenção! XV de Piracicaba conquista título da Copa Paulista, após ser rebaixado no Paulistão

Crédito da foto: Divulgação/XV de Piracicaba

Em uma partida emocionante na Arena Fonte Luminosa em Araraquara, o XV de Piracicaba conquistou o título da Copa Paulista 2016 na disputa de pênaltis contra a Ferroviária, com duas defesas do goleiro Pasinato. Festa do Nhô Quim, que consegue redenção após ter sido rebaixado no Campeonato Paulista.

Depois de um Campeonato Paulista onde o pior que poderia acontecer para o torcedor do XV de Piracicaba, aconteceu, que foi o rebaixamento para a Série A2, o time conseguiu a redenção diante de sua fanática torcida e conquistou na noite deste sábado em Araraquara, o título da Copa Paulista de 2016, após duas defesas do goleiro Pisanato na disputa de pênaltis.

LEIA MAIS:
ANTES DE “FINAL” CONTRA O CRUZEIRO, ALEX CITA FERNANDÃO EM ENTREVISTA

O XV havia vencido na semana passada a primeira partida da final da Copa Paulista em casa, no estádio Barão de Serra Negra, por 2 a 0, e podia até perder por um gol de diferença na partida de hoje na Arena Fonte Luminosa, que ainda assim, ficaria com o título. Mas a Ferroviária veio disposta a tirar a vantagem construída pela equipe de Piracicaba.

Logo aos dois minutos de jogo, a Ferroviária mostrou que iria dar trabalho, e abriu o placar com o chute de Kelvy. A bola desviou no jogador Fabrício, e tirou o goleiro Pisanato da jogada. Cinco minutos depois, a Locomotiva aumentou o placar, com Bruno Lopes, que chutou forte dentro da área, e a bola acabou passando por debaixo das pernas do goleiro do XV, que falhou no lance ao tentar encaixar a bola.

A Ferroviária manteve a pressão até o final da primeira etapa, e no segundo tempo, o time veio disposto a conseguir o gol do título. E de fato o gol aconteceu, aos 21 minutos, em cobrança de falta de William Cordeiro, que o zagueiro do XV tentou cortar e acabou marcando contra. Com os 3 a 0 no placar, o título passava a ficar com a equipe de Araraquara, em uma noite que parecia terrível para o Nhô Quim…

Mas o futebol gosta de pregar peças, e a primeira delas veio aos 27 minutos da etapa complementar: Romarinho cobra escanteio e o zagueiro Rodrigo cabeceia para o gol, diminuindo a vantagem da Ferroviária. A partida seguiu com o placar de 3 a 1 até o apito final do árbitro, e a decisão foi para as penalidades.

O goleiro Pisanato resolveu se redimir da falha no segundo gol da ferroviária, defendendo duas cobranças de pênaltis, inclusive, de Kelvy, autor do primeiro gol do time da casa. No fim, sobrou para o zagueiro Rodrigo converter a quarta cobrança, e ao lado do goleiro do Nhô Quim, se tornaram os heróis da noite memorável da equipe de Piracicaba, os campeões de 2016 da Copa Paulista.