Prestes a deixar a presidência, Nobre bancou a contratação de Keno pelo Palmeiras

Palmeiras
Foto: Cesar Greco / Fotoarena

As eleições para definir Maurício Galiotte como próximo presidente do Palmeiras acontecerão no próximo sábado, um dia antes do possível título do Brasileirão. Mas antes de deixar a presidência do Verdão, Paulo Nobre segue ajudando o clube financeiramente. Segundo informações da rádio Bradesco Esportes FM, o mandatário bancou a contratação de Keno.

LEIA MAIS:
EX-JOGADORES DO PALMEIRAS MARCAM E TIRAM O FLAMENGO DA LUTA PELO TÍTULO
NOBRE COMEMORA ‘DEVER CUMPRIDO’ E RESSALTA EMOÇÃO DE TORCER PARA O PALMEIRAS

De acordo com a rádio, o Palmeiras tinha que pagar a  primeira parcela referente à compra de Keno e recorreu ao presidente Paulo Nobre,  desembolsou R$ 1,5 milhão para pagar o São José (RS), dono dos direitos federativos do atacante, para quitar a dívida.

Vale lembrar que em quatro anos de mandato, Nobre emprestou R$ 200 milhões ao Palmeiras, mas o clube já conseguiu devolveu a metade desse valor. O presidente foi fundamental nas contratações de alguns jogadores, como Cristaldo, Mouche, Tobio, Allione e Yerry Mina.

Além do montante emprestado ao clube, Paulo Nobre ainda bancou a contratação do Centro de Excelência no CT da Barra Funda, avaliado em R$ 4 milhões.

ELEIÇÕES NO PALMEIRAS:

Com apenas uma chapa inscrita, a eleição que definirá o novo presidente do Palmeiras pelos próximos dois anos será no dia 26 de novembro, mas a posse do futuro mandatário, no entanto, acontecerá somente no dia 15 de dezembro. O vice-presidente na gestão Paulo Nobre, Maurício Galiotte será candidato único nas eleições, acompanhado de seus vices Genaro Marino Neto, Antonino Jesse Ribeiro, Victor Fruges e José Carlos Tomaselli – os três primeiros, inclusive, também fazem parte do atual comando do clube.

CAMISAS DO PALMEIRAS