Placar não reconhece títulos do Palmeiras, mas reconheceu do Fluminense e do Cruzeiro

Foto: Divulgação

A revista Placar causou uma grande polêmica nas redes sociais nesta semana ao publicar e explicar o porque não vai reconhecer o Palmeiras como eneacampeão brasileiro, caso o título se confirme.

LEIA MAIS:
Moisés detona Fox Sports ao vivo por diferença de tratamento para Palmeiras

Em matéria publicada, eles explicaram por que discordam da nova contagem de títulos da CBF, mas ressaltam que isso não diminui a grandeza do time alviverde.

“Os torcedores usam o critério sem critério da CBF de unir tudo na mesma coisa e dizer que os torneios como Taça Brasil e Roberto Gomes Pedrosa têm peso de Campeonato Brasileiro. PLACAR, no entanto, respeita a história. Os dois títulos são muito valorizados e respeitados pela revista, que busca aumentar a credibilidade desses torneio, percursores do atual Campeonato Brasileiro”, explica.

Mas se o Palmeiras não possui oito títulos do Brasileirão, podendo conquistar o nono no próximo domingo, porque a Taça Brasil e a Roberto Gomes Pedrosa não têm peso de Campeonato Brasileiro, por que a revista reconheceu os títulos do Fluminense e do Cruzeiro?

Em 2012, quando conquistou o Brasileirão, a Placar colocou o Fluminense como tetracampeão brasileiro, reconhecendo a conquista da Taça Roberto Gomes Pedrosa em 1970.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

O mesmo aconteceu com o Cruzeiro, que ganhou uma edição de colecionador da revista para comemorar o tetracampeonato conquistado em 2014, reconhecendo assim, o título da Taça Brasil conquistado em 1966.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Por que só agora a revista resolveu encrencar com a unificação dos títulos? Diferença de tratamento?

Apesar da postura da revista, os oito títulos do Palmeiras são reconhecido pela CBF, entidade máxima que rege o futebol brasileiro. E é isso que realmente importa, não?

CAMISAS DO PALMEIRAS