Palmeiras quase perdeu o patrocínio da Crefisa por achar que ligação era trote; entenda

Crefisa
Foto: Divulgação/Palmeiras

A Crefisa começou a patrocinar o Palmeiras no início de 2015 e é uma das maiores responsáveis pelo sucesso do clube dentro e fora das quatro linhas. A parceria com a financeira, que investe  cerca de R$ 78 milhões no Verdão, no entanto, quase não deu certo.

LEIA MAIS:
Borja no Palmeiras: entenda porque a negociação é difícil, mas não impossível
Saída precoce de Mina pode fazer Palmeiras intensificar a busca por zagueiros

Segundo informações do blog do Ohata, quando o dono da Crefisa, José Roberto Lamacchia, ligou para iniciar conversas com o Palmeiras, em plena manhã de um sábado, o funcionário que o atendeu achou que se tratava de um trote.

“Lamacchia, proprietário da Crefisa, descansava em um hotel com a mulher, Leila. Havia concluído, com sucesso, um tratamento para combater um linfoma (tipo de câncer), mas ainda estava triste, o que não passou despercebido por sua mulher, Leila. Era por causa do Palmeiras, seu clube de coração, que à época (fim de 2014) corria risco de ser rebaixado à Série B”, diz o blog.

”Por quê não faz algo pelo Palmeiras para comemorar a recuperação?”, pensou Leila. O presidente da financeira aceitou a ideia da esposa e entrou em contato com o clube. Sem acreditar na ligação, o funcionário acabou batendo o telefone na sua cara e quase fez com que Lamacchia desistisse do patrocínio.

Após o episódio, resolveram tentar mais uma vez, agora indo pessoalmente na sede do Palmeiras. Lamacchia chegou de bermuda, e novamente foi recebido com desconfiança pelos funcionários do Verdão, mas desta vez o desfecho foi outro e teve um final feliz e que dura até hoje.