Veja 10 mudanças no Palmeiras de Paulo Nobre

Palmeiras
Crédito da foto: Divulgação/ Cesar Greco/ Ag. Palmeiras

Prestes a deixar a presidência do Palmeiras, Paulo Nobre poderá se despedir conquistando mais um título no Verdão. Na tarde deste domingo, o clube alviverde encara a Chapecoense no Allianz Parque, onde um empate já basta para comemorar o novo título brasileiro da história palestrina.

Mas será que esse provável título se deve a Paulo Nobre? O Torcedores.com analisou os quatro anos da gestão do mandatário e enumera abaixo 10 mudanças significativas que acontecerão na gestão do “Palmeirinha”. Até mesmo a má fase do primeiro mandato teve razão de ser. Confira!

LEIA MAIS
Gestão de Paulo Nobre melhora o Palmeiras de forma expressiva; veja números
10 vezes que a imprensa errou contra o Palmeiras

ARRUMOU O CAIXA

Talvez seja essa a principal mudança no Palmeiras, pois todo o resto praticamente só foi possível pelo fato das contas voltarem a se equilibrar. Paulo Nobre correu sérios riscos de cair com o time em 2014, ao fim do seu primeiro mandato, mas valeu a pena o sacrifício. Hoje o time possui dinheiro (muito pelo seu esforço pessoal), as contas fecham (inclusive a de luz, que Nobre chegou a dizer que o clube não podia pagar) e toda a onda positiva vem junto, como veremos nos próximos pontos.

CREFISA

Se o clube está equilibrado financeiramente, muito se deve também ao excelente patrocínio da Crefisa. Se em 2012 o clube arrecadava cerca de R$ 38 milhões com patrocínios no uniforme, hoje com as empresas do grupo chega a R$ 66 milhões, com a expectativa ainda de aumentar nos próximos anos.

AVANTI

Outra mudança significativa na gestão Paulo Nobre foi o aprimoramento do programa de sócio-torcedor do clube. Tá certo que muita coisa ainda pode melhorar, mas comparado ao que era 2012, as mudanças são incríveis. Para se ter uma noção, antes de Nobre trabalhar no programa haviam cerca de 8 mil sócios. Hoje já são mais de 126 mil.

INFORMAÇÕES DIFICILMENTE VAZAM

Se o clube está em paz, porque vazariam informações? Claro que uma coisa ou outra ainda passa, mas o que temos no Palmeiras hoje é uma diretoria consciente e alinhada em seus discursos. Em diretorias passadas, o que o presidente dizia de manhã era desmentido pelo diretor de futebol à tarde. Além disso, a famosa “rádio peão” era sintonizada com frequência no clube, acessada diariamente por jornalistas.

OPOSIÇÃO EM PAZ

O Palmeiras sempre foi conhecido por sua oposição ativa que, por vezes, jogava contra o próprio clube. O ambiente político no Verdão era muito intenso, de forma negativa. O primeiro mandato de Nobre ainda sofreu críticas, mas hoje colhe os frutos inclusive com aqueles que já o criticaram. Mauricio Galiotte, por exemplo, foi eleito próximo mandatário em eleição com chapa única da situação, com apoio indireto da oposição alviverde.

TORCIDAS ORGANIZADAS

A importância da torcida organizada nos estádios não se discute. Estes apoiam o time de forma incondicional sempre. Mas por vezes cometem exageros como no caso da tentativa de agressão a jogadores no aeroporto argentino, que culminou em pontos na orelha de Prass após um objeto cortante ser arremessado em direção aos atletas. Paulo Nobre imediatamente cortou as regalias dos uniformizados, o que perdura até os dias atuais.

PROTAGONISTA NO MERCADO DA BOLA

Se antes quase nenhum jogador queria vir para o Palmeiras, hoje a grande maioria quer, uma vez que o clube é grande e paga dos salários em dia. Com a contratação certa de Alexandre Mattos, o Verdão entra forte na briga por reforços chegando até mesmo a “chapelar” rivais, como no caso da contratação de Dudu, que já estava praticamente acertado com o Corinthians.

PROTAGONISTA NAS COMPETIÇÕES

Se o clube vai bem financeiramente, politicamente e consegue ótimos jogadores e treinadores no mercado da bola, dentro de campo as coisas tendem a ir muito bem obrigado. Nos últimos dois anos da gestão Nobre, o Palmeiras conquistou a Copa do Brasil 2015 (sem cair no mesmo ano, como em 2012 na gestão de Arnaldo Tirone) e está muito próximo de conquistar o Brasileirão, que não vem há 22 anos.

REVELAR JOGADORES

Algo que não acontecia desde a época de Vágner Love, o Palmeiras voltou a revelar bons jogadores para o futebol, fato que ajuda muito também na composição de um elenco forte para as competições atuais e ainda garante uma verba extra em caso de venda, como com Gabriel Jesus, já negociado ao Manchester City.

DÁ-LHE PORCO!

O mascote oficial do Verdão é o periquito, todos sabem. Mas desde o fim de 2016 ele não está mais sozinho. Paulo Nobre, enfim, realizou o desejo de grande parte da torcida alviverde ao oficializar o porco como mascote do clube junto com o periquito. Conquista simbólica da gestão do presidente, claro, mas que tem a sua importância para os torcedores do Palmeiras.

Foto: César Greco / Palmeiras / Divulgação