Palmeiras negocia com Alejandro Guerra e deve ter SETE reforços para 2017

Palmeiras
Reprodução / Facebook Atlético Nacional

O ano de 2016 para o Palmeiras ainda não terminou, mas mesmo em meio a semana decisiva no Brasileirão, a diretoria alviverde já trabalha no planejamento para 2017. A expectativa é de que o Verdão tenha, no mínimo, sete novos jogadores para a próxima temporada.

LEIA MAIS
Veja 10 Gifs do Verdão para zoar os rivais
Veja TRÊS vezes em que Dudu foi decisivo para o Verdão

O novo presidente ainda não foi oficializado, Alexandre Mattos ainda não renovou o contrato e Cuca não sabe se fica. Mesmo assim o planejamento do Palmeiras para 2017 segue a todo vapor. É estranho? Sim. Normalmente os clubes preferem definir tais questões antes de ir ao mercado, mas o Verdão está agindo na contra-mão da lógica. Ou será que tudo já está definido e nada ainda foi divulgado?

A verdade é que o Palmeiras já negocia com vários jogadores para 2017, mais especificamente sete atletas. O atacante Keno e os meias Hyoran e Raphael Veiga já estão acertados. Em entrevista ao canal FOX Sports, Alexandre Mattos “escorregou” e praticamente confirmou estes nomes para a próxima temporada.

Outro que falta apenas ser oficializado é o meia Alejandro Guerra. O jornalista Paulo Vinicius Coelho, o PVC, comentou a situação AQUI. A Rádio Transamérica também cravou a vantagem do Palmeiras em relação ao Santos na disputa pelo jogador e chegou a confirmar nesta terça, 22, a chegada do atleta à Academia após a disputa do Mundial de Clubes. O Torcedores.com checou a informação no clube e, de fato, o jogador venezuelano deve ser o 4º reforço do Verdão para 2017.

Outros três reforços, no mínimo, devem chegar ao Palmeiras para a próxima temporada: um lateral-direito, um zagueiro e um centroavante. A permanência de Fabiano, Mina e Lucas Barrios no clube são uma incógnita. Além disso, Gabriel Jesus vendido e Rafael Marques provavelmente fora aumentam a necessidade do time por um jogador de área. A informação no clube, no entanto, é de que a peça de reposição será considerada “um medalhão”. O nome deste reforço, assim como para as outras posições estudadas, é mantido sob sigilo.

Além de Keno, Hyoran, Raphael Veiga, Alejandro Guerra, um lateral direito, um zagueiro e um centroavante, o Palmeiras poderá ter de ir ao mercado em busca de um lateral-esquerdo. Tudo depende da decisão de Zé Roberto em atuar mais uma temporada ou se aposentar após o Brasileirão 2016. Além dos reforços, a diretoria alviverde trabalha na manutenção dos jogadores para a disputa da Copa Libertadores 2017, principalmente dos atuais titulares.

Foto: Reprodução / Facebook Atlético Nacional