Oswaldo culpa a arbitragem pelo empate do Corinthians contra o Figueira: “Mais uma vez”

Foto: © Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Mesmo com o empate que impossibilitou o Corinthians voltar ao G-6, Oswaldo de Oliveira analisou que a equipe teve bom desempenho no quinto jogo sem vitória. Em coletiva após o empate por 1 a 1 contra o Figueirense, o treinador elogiou a atuação do time durante os 90 minutos e colocou na conta da arbitragem o resultado negativo.

LEIA MAIS
CONHEÇA OS FINALISTAS DO PRÊMIO TORCEDORES.COM DE MÍDIA ESPORTIVA 2016
PRÊMIO TORCEDORES.COM TERÁ A SUA 2ª EDIÇÃO EM 2016 – E COM NOVIDADES!
CORINTHIANS RECLAMA DE POSIÇÃO IRREGULAR DE RAFAEL MOURA NO GOL DO FIGUEIRENSE; ASSISTA
VÍDEO: RODRIGUINHO DÁ “ROLINHO” HUMILHANTE EM VOLANTE DO FIGUEIRENSE

“O jogo estava controlado e o Figueirense não teve nenhuma chance. A equipe foi certinha, sofreu um gol e, pelo que eu já soube, foi a repetição do impedimento, mais uma vez. Temos que lamentar a repetição em cima de uma situação de um momento decisivo. Não poderia mais acontecer”, reclamou Oswaldo. “Estou plenamente (satisfeito com o desempenho). A equipe jogou muito bem, equilibrada, com uma defesa firme e sem dar chance ao adversário que precisava. Fizemos gol. Falta ganhar os jogos”, resumiu o treinador.

Em rápida análise, o time teve atuação segura em campo e elogiou a jovem dupla de zaga Léo Santos e Pedro Henrique. “A leitura que faço é fácil. O jogo mostra uma equipe firme na defesa sem dar chance, com domínio e posse de bola, controlando a vontade do Figueirense que precisava da vitória. Nós conseguimos conter e isso não foi reflexo do trabalho de 10 dias (para o jogo), mas do que vem sendo feito de outro tempo. Os meninos da zaga estiveram equilibrados, controlando tudo sem temer nada, jogando de igual para igual. Isso vem sendo feito, Carille trabalha com Léo (Santos) e Pedro (Henrique) há bastante tempo. A equipe foi bem equilibrada”, acrescentou.

A própria atuação do Figueirense foi alvo de reclamações do comandante alvinegro, já que muitas faltas impediram o Corinthians de mostrar seu futebol. “Eles fizeram faltas o tempo todo, um pênalti no primeiro tempo que foi muito mais falta que outras que marcou no meio-campo. Todo mundo viu. Não tem nada (de problema) com o Corinthians. Foi com a arbitragem, e o adversário nervoso que fez muitas faltas. Não temos nada a discutir do Corinthians”, complementou.

Com o empate contra o Figueirense, o Corinthians fica estacionado na sétima posição com 51 pontos, mas corre o risco de cair uma colocação caso o Grêmio vença o São Paulo no jogo desta quinta-feira (17). Os comandados de Oswaldo de Oliveira retornam a campo contra o Internacional, na próxima segunda-feira (21), às 20h, na Arena Corinthians.



Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale.