Oswaldo critica torcedor que tentou atingi-lo com garrafa: “Falta de educação”

Foto: © Daniel Augusto Jr/Ag. Corinthians

Não bastasse a chateação com empate sem gols do Corinthians contra o Atlético-PR, em que pode custar a chance de ir à Libertadores em 2017, Oswaldo de Oliveira deixou o gramado da Arena irritado com um torcedor que atirou uma garrafa contra ele enquanto deixava o campo.

O treinador corintiano foi flagrado discutindo com um grupo de torcedores após o incidente e revelou o teor da conversa na coletiva após o jogo. Sem papas na língua, a atitude foi classificada como “falta de educação” pelo comandante.

LEIA MAIS
OTÁVIO CONFIRMA PROPOSTA DO CORINTHIANS E DEIXA FUTURO NAS “MÃOS DE EMPRESÁRIOS”
TITE DIZ QUE CÁSSIO ESTÁ NOS PLANOS DA SELEÇÃO: “É UM JOGADOR DE ALTO NÍVEL”
PROBLEMA JURÍDICO EMPERRA ANUNCIO DA CONTRATAÇÃO DE WAGNER NO CORINTHIANS
ATACANTE DO CORINTHIANS SE RECUPERA DE CIRURGIA E SONHA EM ESTREAR AINDA EM 2016

— Eu estava saindo e jogaram uma garrafa, quase pegou em mim. Quando olhei para cima, que é o gesto automático, tinha um rapaz me xingando e eu falei que estava morrendo de medo dele, só isso – disse.

— Não teve crítica, não, teve arremesso de uma garrafa e xingamento. Isso é agressividade, falta de educação, não podemos contemporizar. Ele não tem direito de jogar garrafa, ofender. Não só o treinador, qualquer pessoa. É isso que estou colocando. Crítica é normal, me refiro à agressividade – completou.

Graças ao empate do Botafogo contra a Ponte Preta, a decisão das vagas do G-6 ficarão para última rodada do Brasileirão. O Corinthians precisa vencer o Cruzeiro, no Mineirão, e torcer contra Atlético-PR, que enfrenta o Flamengo, e o Fogão, que encara o Grêmio.



Jornalista com passagens pelo Portal R7, Jornal do Trem, Impacto Comunicação, Dialoog Comunicação e Comunicale.